Artist’s Date

01/01/2017

Um dos objetivos que tracei para o ciclo que agora começa, e que encerra um ano de términos, dando início a um de recomeços, foi o de dar prioridade ao artista que há em mim. Ao meu lado criativo, poético, literário.

artist date

O caminho da criatividade havia começado ainda em 2016, com a busca e a leitura compulsiva e quase obsessiva de livros sobre escrita.

Um dos que li chama-se The Artist’s Way. Nele, a autora propunha que convidássemos o criativo que há em nós para um encontro semanal, a que chamou: Artist’s Date.

À exceção da primeira semana, foi tarefa que não consegui cumprir. Faltava-me a imaginação para tanto, não podia dar-me ao luxo de dispensar uma hora para algo que me deixava de certa forma desconfortável. O prazer pelo prazer, sem utilidade aparente que não o puro divertimento, onde nem sequer me era permitido pensar. Não concebo não pensar, é mais forte do que eu. Acima de tudo, faltava-me imaginação, sempre tão profilática quando se trata de escrever, mas pouco desenvolvida na ação. Ficou-me atravessada esta minha não conquista. Não conseguia forçar-me a inventar situações passíveis de dar um Artist Date.

The Artist’s Date

Foi então que decidi encomendar um livro precisamente com o mesmo nome. No qual a autora dá 365 sugestões de encontros. Isso mesmo. Como não consegui proporcionar ao meu artista um encontro por semana, resolvi que não fazia a coisa por menos, dando-me o privilégio de o fazer uma vez por dia.

O livro chegou ainda em dezembro. Nele, a autora sugere que, independentemente do dia em que estivesse, qualquer momento era oportuno para começar. Resolvi que começava pelo começo, no dia 1 de Janeiro de 2017. Assim como assim, o ano estava a acabar.

E assim foi.

Há uma teoria que diz que se assumirmos compromissos publicamente é mais fácil cumpri-los. Tenciono, todos os dias, publicar aqui* os meus Artist Dates. Eventualmente falar do processo, no início, mas, de preferência e num esforço hercúleo para fugir da análise, a minha zona de conforto, limitar-me apenas a observar e a criar. Sem muito me alongar, assim me permita a minha incontinência verbal.

Que 2017 seja criativo.

*E divulgar na minha página oficial de facebook. Se ainda não depositou um Gosto, aqui está uma excelente oportunidade para o fazer.

error: Content is protected !!