Joel Neto

17/06/2018

Maravilhoso, Joel Neto, não estamos sozinhos nessa loucura de querer mudar o mundo. E eu ainda não perdi a esperança de fazê-lo, também, pela literatura. Doando ao mundo um objeto, um livro, vários, muitos… para a eternidade.

Meridiano28

Hoje perguntaram-me de uma revista a que chamamos cor-de-rosa, e a que me deu um prazer quase inusitado responder: “Se mandasse, que medidas tomaria para proteger os profissionais da escrita?” Respondi: “Educavaas pessoas. Não é preciso darem subsídios aos escritores. Eduquem as pessoas e a literatura prosperará. Nenhuma pessoa educada é avessa à leitura.”

E ainda, e mais importante:

Não deixem nunca de fazer planos. E não desistam de mudar o mundo.” Porque, realmente, foi tudo o que aprendi até hoje, e também nunca foram sobre mais do que isso estas crónicas: é preciso fazer planos até ao fim – até ao último dia das nossas vidas; e é preciso não desistir de mudar o mundo – nem no último dia delas.

É ler a crónica seguindo o link ou esperar pela Vida no Campo.

Venha de lá essa Vida no Campo 2 :)

Meridiano 28, de Joel Neto, nos Tops de tudo quanto é livraria do país.

error: Content is protected !!