Máscara

17/03/2017

Driblei. Sou apaixonada por esta, a única máscara que não me sufoca. É de Veneza e foi-me emprestada para que fizesse dela usável, já que as fitas que tinha de origem eram demasiado curtas. Pus-lhe um elástico, achei-a fancy demais para ficar com ar de caraça. Vai daí, acrescentei-lhe umas fitas de organdi, juro, que, atadas com jeitinho, não deixam ver o elástico chunga. Só me falta uma cabeleira…

Também sou fascinada pelo ambiente dos bailes de máscaras, o mistério envolvido, não se saber quem é quem, a possibilidade de sermos nós mesmos, verdadeiramente. Quase vejo um filme desenrolar-se diante dos meus olhos…

mascara

Artist’s Date 75 – Wear Make a  Mask from a Brown Paper Bag
error: Content is protected !!