A preparar cursos novos: Arquétipos

15/06/2017

Por não costumam ter consciência dos poderosos efeitos que os estereótipos culturais exercem sobre elas, as mulheres podem também não ter consciência das poderosas forças que atuam no seu íntimo. Essas forças influenciam o que as mulheres fazem e a forma como se sentem. Esses poderosos padrões internos – ou arquétipos – são responsáveis pelas principais diferenças entre as mulheres.arquétipos

Por exemplo: algumas precisam da monogamia, do casamento, ou dos filhos para se sentirem realizadas. Afligem-se e encolerizam-se quando não conseguem os seus objetivos. Para elas, os papéis tradicionais são significativos. Tais mulheres diferem notadamente de outro tipo, aquele que dá mais valor à sua independência, focando no alcance de objetivos que são importantes para elas; ou daquele que procura intensidade emocional e novas experiências e, consequentemente, passa de um relacionamento para outro, ou de uma conquista para outra. Ainda outro tipo de mulher procura a solidão, e descobre que a sua espiritualidade significa o máximo para ela.

O que é realização para um tipo de mulher pode não ter sentido para outro tipo, dependendo da “deusa” que estiver ativada na consciência de cada uma.

Além disso, há muitas deusas numa determinada mulher…
error: Content is protected !!