Um mito, uma danza: Tristão e Isolda

06/01/2019

A lenda do amor de Tristão e Isolda é um dos mitos fundadores e que mais perduram na cultura ocidental. As origens exatas da lenda são difíceis de apontar, já que, apesar das referências geográficas se cingirem à Irlanda e à Cornualha, a história aparece nas tradições Celtas, Persas, Irlandesas, Francesas, Alemãs, Britânicas e Galesas. Com o tempo, estendeu-se até Itália, Península Ibérica, Escandinávia e Europa Oriental. 

Por isso o escolhemos

Apesar de não se inscrever na categoria de mito puro e duro.

E pelo seu papel arquetípico em relação a diversos temas comuns a toda a humanidade: o masculino e o feminino, a relação entre os dois, a traição, a relação pai e filho, entre outros.

Também por isso escolhemos dançá-lo

Depois da Jornada do Herói, no que se refere à estrutura e ao arquétipo do Herói masculino, e de Eros e Psiquê, a Jornada do Herói no feminino, unimos os dois, em: Tristão e Isolda, numa tentativa de entender a psicologia do Amor Romântico.

E dançá-la, dia 18 de janeiro, 19h30, em Lisboa.

Inscrições obrigatórias por email: biodanzanunopinto@gmail.com

No Comments

Leave a Reply

error: Content is protected !!