X coisas que reorganizei com Ricky Gervais

30/03/2019
O tema e o sujeito

A piada é sobre o tema, nunca sobre as pessoas que sofrem de, são, implantaram ou tiraram. O sujeito nunca é o alvo da piada.

É sobre sentimento

Os sentimentos são pessoais, lide com as suas próprias emoções em vez de se ofender, de policiar o discurso, de controlar tudo e todos por ser incapaz de lidar consigo mesmo.

Mais importante ser popular do que estar certo

Deixou de haver factos para apenas passar a haver opinião. A minha opinião é mais importante do que o teu facto. Poucas ou nenhumas reportagens, artigos/crónica com base em alguma coisa concreta, estudada, factual, às vezes, com uma vida dedicada ao estudo de algum fenómeno. Demasiadas opiniões e respetivos artigos.

Não estou a dar-te uma escolha

Nós podemos preocupar-nos com as criancinhas na Síria, os animais mal-tratados, o ambiente, a pobreza em África, tudo ao mesmo tempo, sem que uma causa exclua a outra. São apenas prioridades e interesses pessoais que definem a escolha das causas. Que são, precisamente, pessoais. De resto, nenhuma causa é superior a outra só porque é nossa.

Rir, rir, rir…

Nós podemos rir de uma coisa sem que isso nos qualifique como más pessoas. É a coisa, não o sujeito. E o sujeito pode rir das coisas mais inomináveis, sem necessariamente se rever nelas. Muito menos se identificar.

After Life

É ver. Só o último episódio é que não tem jeito nenhum, meio metido a martelo, zero a ver com Gervais. Tudo o que alguém enlutado queria dizer e não pode.

error: Content is protected !!