Uncategorized

10 formas de apoiar*

14/05/2013
Os relacionamentos não são só divertimento e jogos. A vida acontece e um de vocês perde alguém querido, tem alguém doente na família. Ser um bom parceiro significa ficar nos momentos bons e maus. Os bons são fáceis de aguentar (não estou tão certa disso). Aqui ficam algumas dicas de como apoiar, nos tempos mais duros:
1. Ouça: faça-lhe saber que está aí pra ele, quando quiser falar. Quando isso acontecer, livre-se de distrações e deixe o desabafar, ouvindo e prestando-lhe toda a sua atenção.
2. Saiba o que se passa: as pessoas sentem-se esquisitas e não sabem o que dizer em tempos de crise. Não finja que nada aconteceu. Procure saber, diga que lamenta a situação pela qual ele está a passar ou até admita que não sabe o que dizer. Qualquer uma destas é melhor do que não dizer nada.
3. Ofereça distrações: quando ele estiver pronto, pode levá-lo pra comer uma pizza, ao cinema ou  fazer qualquer outra coisa que tire a cabeça dele do ocorrido.
4. Ofereça ajuda: pode ajudar a organizar coisas? Fazer recados? Trazer comida? Mostre que se preocupa, oferecendo-se para lhe aliviar o peso.
5. Ajude-o a lembrar das coisas positivas: quando ele se sente em baixo em relação a qualquer coisa, você pode ficar lá pra ele e ajudá-lo a lembrar-se de boas memórias ou algo positivo.
6. Ajude nas pequenas coisas: sem perguntar, tome nota nas aulas que faltou, faça qualquer coisa que ajude. O mais provável é que se esqueça dos pequenos detalhes se estiver distraído com uma crise e vai agradecer-lhe o facto de ter cuidado dele. 
7. Regále-o: agora é hora de se esforçar um pouco mais para o fazer sentir-se especial e amado. Compre a flor favorita dele ou traga-lhe a sobremesa preferida, porque sim.
8. Dê-lhe espaço: se precisa de espaço para respirar, dê-lho e não leve isso para o lado pessoal.
9. Trate-o normalmente: precisa do seu apoio, mas a última coisa que quer é a sua pena ou ser tratado como vítima. Tente tratá-lo da mesma forma de sempre.
10. Não faça do que é do outro, seu: diga que só pode imaginar a situação pela qual ele está a passar. Se conseguir relacionar, diga. Mas deixe assim. Não se lance em histórias sobre o tempo em que passou por isso. Não é sobre si.

*Via (tradução minha)

You Might Also Like

error: Content is protected !!