Traduções de Artigos de Psicologia

10 sinais de que se é demasiado dependente*

22/05/2013
Há uma linha que separa contar com os seus amigos e parceiro e ser demasiado dependente. É fácil cair na armadilha de depender de outras pessoas pra tudo, mas não é uma forma saudável de viver. Aqui ficam dez sinais de dependência em demasia:
1. Consulta os amigos antes de sair com alguém: se nunca sonhou em sair com alguém sem que os seus amigos tenham dado o aval, então é demasiado dependente. É ótimo ter um parceiro de quem os nossos amigos gostam e com quem se dão bem, mas é demais se precisa da aprovação deles antes de considerar sair com alguém. Se evita sair com alguém por achar que os seus amigos não aprovariam, pode andar a perder alguns relacionamentos que poderiam ser ótimos.
2. Fala com toda a gente antes de tomar uma decisão: precisa de consultar amigos, família, parceiro antes de fazer qualquer coisa? Desde que filme ver, a que empregos se candidatar ou pedir conselhos em relação ao seu relacionamento? Se não consegue tomar as suas próprias decisões sem o parecer de toda a gente, é demasiado dependente.
3. Vê o que toda a gente está a fazer antes de decidir: se tem medo de se comprometer com alguma coisa sem antes saber o que todos os outros vão fazer, cai na armadilha de ser demasiado dependente. Não deve basear as suas decisões no que os outros escolhem. Escolha o que gosta e foque no que lhe serve.
4. Recusa as coisas se não as consegue fazer sozinho: alguma vez recusou alguma coisa por não ter as habilidades ou recursos para o fazer? Se deixa que as oportunidades passem sem tentar achar uma forma de as agarrar, precisa de trabalhar a independência e a resolução criativa de problemas, por si mesmo. Aprenda a fazer as coisas por si e ache a sua forma, se não souber fazer alguma coisa.
5. Evita fazer coisas que exigem que esteja sozinho: precisa de ter sempre alguém consigo o tempo todo? Se evita fazer coisas por não ter ninguém com quem as fazer, é demasiado dependente. Inscreva-se numa aula ou faça qualquer coisa, mesmo que seja sozinho. Não deixe que as oportunidades passem por si só por não ter alguém que o leve pela mão.
6. Admira pessoas independentes: não é um sinal concreto de que se é demasiado dependente, mas pode dar-lhe uma pista sobre o tipo de pessoa que quer ser. Olha para outras pessoas que são independentes e fazem as coisas sozinhas e queria ser mais como elas? Se reverencia pessoas independentes, está na hora de começar a dar os passos para se tornar numa delas.
7. Pede ajuda para resolver todos os problemas: é ótimo ter gente com quem podemos contar, quando temos um problema, mas se não consegue resolver uma coisa mínima sem os seus amigos ou parceiro, é demasiado dependente. Deve ser capaz de escolher o sabor do gelado ou a forma como vai passar a noite, sem ter de envolver toda a gente. Quando se acostuma a pedir opiniões, passa a deixar de tentar tomar as suas próprias decisões, tornou-se demasiado dependente.
8. Pede ajuda antes de tentar fazer sozinho: um sinal de dependência em demasia é quando nem sequer tenta entender as coisas por si, antes de perguntar a alguém. É tão fácil habituar-se a que outras pessoas entendam as coisas por si, que nem sequer tenta usar os seus próprios recursos. Parte pode ser preguiça, mas pode ser dar-se o caso de depender demais dos outros.
9. Precisa de estar com gente o tempo todo: se odeia estar sozinho e precisa constantemente de ter gente à sua volta, pode ser um sinal de extrema dependência. Deveria ter algum tempo para si e não confiar nos outros para lhe proporcionarem entretenimento ou companhia.
10. Fica ressentido quando os seus amigos ou parceiro fazem alguma coisa sem si: fica furioso ou magoado quando os seus amigos fazem alguma coisa que não o envolva? Sente necessidade de ser incluído em todos os plano que façam? Pode não entender por que eles querem fazer alguma coisa sem si, e isto é um sinal de dependência em demasia. Toda a gente precisa do seu espaço e esperar ser incluído o tempo todo não é realista.

*Via (tradução minha)

You Might Also Like

  • maria madeira 22/05/2013 at 20:33

    Não me revejo em nenhum ponto. Portanto, também quer dizer que sofro de independência em último grau. Isto de ser demasiado independente também tem o seu lado menos bom. Afasta algumas pessoas, principalmente pessoas do sexo masculino, que gostam, de alguma maneira, que se dependa um pouco deles. Quando estou bem disposta 'finjo' que preciso. Pronto. A pessoa fica feliz e eu… nem por

    • Isa 22/05/2013 at 20:36

      Acho que há vários tipos de dependência, muitos dos exemplos que esta estudante de psicologia dá são de dependência física, pras coisas práticas da vida. A pior delas, das dependências, é a emocional, acho que é a essa que é bom prestarmos alguma da nossa atenção…

    • maria madeira 22/05/2013 at 21:18

      A emocional, totalmente de acordo. Destrói qualquer um, de uma forma silenciosa. Muito perigoso. Mas a dependência financeira pode ser uma verdadeira armadilha. Mulheres que dependem de maridos, podem entrar em verdadeiras estradas sem retorno. Não aconselhável, portanto.

    • Isa 23/05/2013 at 03:15

      sim, se o gajo for um mau caráter e a mulher não se lembrar que tem recursos infinitos para viver. enfim, é bem complicado, aqui onde moro o único motivo, diz-se, que leva gajos pra cadeia é o não pagamento da pensão de alimentos. meio controverso e meio machista, mas talvez seja a única forma de proteger as mulheres que decidiram criar filhos em vez de ganharem um rendimento. há mta exploração,

    error: Content is protected !!