Uncategorized

Andarilho dos 7 mares

13/04/2007

Andarilho dos 7 mares deitas-te de costas no convés e observas o céu que te faz companhia por esse mundo fora. Hoje está azul. Os desenhos que as nuvens brancas fazem têm formas de animais.

Às vezes dás asas à imaginação e vês-te numa casa, com família que te aquece o coração nos dias mais cinzentos. Pego-te na mão e tento trazer-te para este mundo. Deixas-te guiar pelos meus sentidos e gostas. É uma sensação nova, um sítio desconhecido, um cenário completamente diferente do que vês todos os dias.

Passam-se os dias e noto-te agitado. De repente desapareces. Chamo-te mas não me ouves. Resolvo ir à tua procura.

Dou contigo sentado na mesma rocha onde costumo sentar-me a observar o mar. O teu olhar está longe, está lá, no mar, de onde afinal nunca deverias ter saído.

E assim sendo, devolvo-te ao mar e espero por ti quando resolveres voltar.

*Nota: céu, desenho, asa, coração, 7, Amor, andarilho (que anda sem rumo), mão, olhar, mares.

You Might Also Like

  • Anonymous 14/04/2007 at 02:54

    sem dúvida envolvente este texto isabel :)

    beijinhos do coxo/deficiente

  • ISA 14/04/2007 at 11:30

    :-D tu n és coxo nem deficiente ;-)))

    Gracias, bjs

  • error: Content is protected !!