Traduções de Artigos de Psicologia

8 problemas de relacionamento*

06/10/2013
Quando as coisas amargam
Os relacionamentos implicam trabalho. Se alguém lhe disse o contrário, mentiu ou simplesmente não faz a mínima ideia do que está a dizer. Ao mesmo tempo que há momentos ótimos, também os há maus. E as vossas questões estão votadas a aparecer. Se tiver um conflito com o seu queridinho, saiba que isso não acontece só consigo. Muitos casais têm problemas semelhantes. Stacy Kaiser divulgou uma lista com os oito problemas de relacionamento mais comuns. Veja quais são. 
1. Varrer as coisas para debaixo do tapete 
A comunicação é a chave para qualquer relacionamento bem sucedido, a curto ou a longo prazo. É bom deixar para lá pequenas coisas, precisamos de escolher as nossas batalhas, afinal. Mas quando ignoramos coisas importantes que nos incomodam em vez de as discutirmos com o parceiro, essas coisas estão votadas a voltar mais tarde, depois da tensão crescer dentro de nós. O que torna uma situação muito mais emocional e confusa. Se a questão tivesse sido trazida à tona a discussão seria noutro tom, mais calmo.
2. Falar, falar, falar
Ninguém gosta de ser ignorado. Muitas vezes num relacionamento uma pessoa parece passar muito tempo a falar e pouco a ouvir, ou talvez não fale assim tanto, mas também não ouça tanto assim. O que faz com que o outro se sinta negligenciado e diminuído. Certifique-se de que ambos falam e ouvem nas vossas conversas. Se se distraem facilmente com outros problemas da vida, discuta isso com o seu parceiro e descubram o que está a sugar toda a vossa atenção.
3. Expetativas nada razoáveis
Toda a gente tem crenças e objetivos. Quando ambos não estão alinhados o suficiente entre um casal, o conflito cresce. É importante falar com o seu parceiro sobre os seus valores e o que quer para o futuro e do relacionamento. Também precisa entender que ele ou ela é apenas humano, e você apenas pode esperar isso dele.
4. Jogar o jogo da culpa
Gosta de ter razão, a maioria das pessoas também. Mas quando se recusa a assumir responsabilidades pelas suas ações e pelo seu papel no relacionamento acaba por culpar o seu parceiro por tudo. O que não só o chateia (e com razão) como encoraja um ambiente focado na competição e na contabilização. Se procura constantemente ganhar, as coisas não vão funcionar.
5. Viver no passado. 
Trazer à conversa coisas que aconteceram numa relação diferente (se for a título de exemplo e não para se gabar ou fazer o seu atual parceiro sentir-se mal) ou que se passaram no seu relacionamento atual pode ajudar no sentido de se fazer entender, uma vez. Não pode reciclar coisas que aconteceram no passado a toda a hora. Viva no presente e foque no que está a acontecer agora. Reviver o passado não ajuda o presente se não aprendeu com essa experiência e, no máximo, vai fazer com que o seu parceiro deixe de o ouvir.
6. R-E-S-P-E-C-T
Uma das partes mais importantes do relacionamento é o respeito. Se um dos membros do casal não respeita o outro, sendo paternalista ou menosprezando-o em público, a relação está condenada. Após pensar sobre o assunto e se descobrir que o seu parceiro não o respeita pergunte-se porque mantém um relacionamento com essa pessoa. Se não respeita alguém, porque gosta dele ou dela?
7. Confiança
A confiança é a prova. Se não confia no seu parceiro desista agora. Um relacionamento constrói-se com honestidade e fé no parceiro. Vocês deveriam estar lá um pelo outro e serem leais um com o outro. Se não puder confiar no seu parceiro para a vida vai confiar em quem?
8. Ser egoísta
Estar num relacionamento implica a felicidade de ambos os envolvidos, compromisso. Se quer que seja apenas e só sobre si, não está preparado para partilhar a sua vida com outra pessoa. Se for para ficar com alguém, a felicidade dele ou dela é tão importante quando a sua, se não mais.

*Via

You Might Also Like

error: Content is protected !!