Uncategorized

8 formas de destruir um relacionamento* [Traduzido]

20/05/2014

1. Ser abusivo: além do abuso físico, inclui: pôr o outro para baixo, sarcasmo, comentários negativos, segurar afeto, recusar-se a responder ou a colaborar, recusar-se a falar e ameaçar repetidamente que vai abandonar o relacionamento.

2. Ser defensivo: os indivíduos que estão sempre na defensiva estão tão embrenhados na proteção de si mesmos que raramente crescem nos relacionamentos. Não admitirão que têm defeitos e acabam cometendo os mesmos erros uma e outra vez. O que vai acabar por destruir o relacionamento.

3. Ser crítico: ao mesmo tempo que há um momento para uma crítica ocasional, se você se queixa constantemente e insiste em apontar os defeitos do outro, irá em breve minar a autoestima do seu parceiro. Em todas as áreas da vida, uma pessoa crítica é pouco atraente.

4. Estar sempre certo: se você está sempre certo, a outra pessoa está sempre errada. E quem quer sentir que não tem nada para contribuir para o relacionamento ou que o seu ponto de vista é estúpido, errado e não é bem-vindo?

5. Ser narcisista e egoísta: a pessoa que tem sempre de levar a sua avante ou que se interessa apenas pelas suas próprias necessidades e desejos tem pouco a acrescentar a um relacionamento.

6. Ser desonesto: a confiança está no centro de todos os bons relacionamentos. Se você não consegue ser verdadeiro e honesto, ou não se pode contar consigo, não há base para um relacionamento. Aqui também se inclui ser infiel ou esconder parte da verdade.

7. Ser superior: se é rápido a julgar os outros ou a pô-los para baixo, ou se pensa que é melhor que todos os outros (mais inteligente, bonito, cool) estará a pôr-se a jeito para uma vida de dores de cabeça. Pois apesar de todos termos pontos fortes e possamos ter momentos excelentes, cada pessoa é única e merece respeito.

8. Ser controlador: um relacionamento é um presente. A pessoa com quem nos relacionamos não é propriedade nossa. Tem o direito de ser ela mesma, aos seus próprios pontos de vista e às suas crenças. Não responde perante ninguém, não tem de mudar, é autónoma e livre, e não está num relacionamento para ser controlada.

*

You Might Also Like

  • Adriana Isabel 17/05/2014 at 06:08

    ser excessivamente “desligado” da outra pessoa também não ajuda muito e ser “interesseiro” ou seja, apenas dar atenção e valor quando se pretende algo também não joga a favor da relação. Mais cedo ou mais tarde a pessoa que sofre com este tipo de comportamentos acaba por se fartar e mandar a outra dar uma volta!

    • Isa 17/05/2014 at 11:37

      acho q se inscreve na categoria: be narcissistic and selfish ;)

    error: Content is protected !!