Uncategorized

André

19/07/2006

Ando nas ruas do centro… vou lembrando tempos enquanto te vejo caminhar… Devagar bonde da praça ainda borda a delicadeza… libertando sorrisos no ar”
A feira da ladra me enchia de alegria, aqueles pretos e velhos tagarelas, os indianos e sua simpatia comercial, os freaks de toda sorte…
A feira do relógio a minha predileta, as portuguesas sem bigode nem tamancas, as gentes das terrinhas, os ciganos e seus truques, as jovens ciganas e toda sensualidade, o legumes orgânicos, a terra que me alimentava as fibras tensas
O bairro… Ahhh o Baiiro Alto, aprendi cada caminho e descaminho, me perdi deveras tantas vezes, sai todas, sorri e calei no bairro, sóbrio ou completamente chapado, MPBs e Fados e Rocks… e jazz e amores e frustrações.

Isa como dizia uma velha canção, “seja feliz… seja feliz”. eu fui eu sou eu vou*
*Foto e texto: André.

You Might Also Like

error: Content is protected !!