Uncategorized

ELE NÃO ESTÁ PROPRIAMETE NA TUA 5

10/10/2005

Se se mete na cama com outra pessoa. Jamais há desculpa para a traição

Este é um assunto complicado, admito. Alguns argumentam que é só sexo, qual é o problema? Outros argumentam que não se deve mandar uma relação às couves por causa de uma escapadela. Isto pode até ser verdade mas o que eu sei é que quaisquer problemas que tenhas na tua relação não justificam que ele vá para a cama com outra pessoa. Não te perguntes o que é que fizeste de errado. Não partilhes a culpa e caso ele te diga: simplesmente aconteceu, por favor lembra-te que a traição não acontece simplesmente. Não se trata de um acidente, tipo, ops, caí numa relação sexual com alguém. Foi planeada e executada com o conhecimento total de que poderia acabar com a vossa relação. Nota bem, se ele dorme com outra pessoa sem o teu conhecimento ou incentivo, não se trata de se portar como um homem que não está propriamente na tua, trata-se de não gostar assim tanto de ti.

Desculpa 1 – ele não tem desculpa e sabe
Andamos há um ano e ele traiu-me duas vezes com uma colega de trabalho. Confrontei-o, ele admitiu e agora não me larga, pede uma segunda oportunidade e diz que não sabe porque o fez mas promete que não volta a fazer.

Traição é mau. Não se saber porque se traiu é ainda pior. Não andes com um gajo que não sabe porque faz as coisas.

Desculpa 2 – mas eu engordei
Ele traiu-me, perguntei-lhe porquê e ele disse que eu tinha engordado e que por isso ele já não se sentia atraído por mim.

Olha, e como é que ele iria reagir quando tu envelhecesses? Ou ficasses grávida? Livra-te desse gajo.

Desculpa 3 – ele tem mais necessidades do que eu
Descobri que ele me traía e ele confessou dizendo que eu não lhe dava tanto quanto ele queria.

Se alguma coisa está mal numa relação, falem sobre isso. Não deixem que os gajos vos culpem pela infidelidade deles. Jamais.

Desculpa 4 – mas ao menos ele conhecia-a
Ele traiu-me com a ex-mulher.

Então, ele conhecia-a. Quer dizer que poderia também ter acontecido com a gaja que o atende no café, a dentista, a colega de trabalho? Ter sentimentos por outra pessoa não implica sexo.

Chamemos à traição o que de facto ela é: uma total quebra de confiança. Pessoas que traem são pessoas que têm muita coisa a resolver na cabeça delas e estão a fazê-lo com o teu tempo e o teu coração. Diz-me só: foi isto que sonhaste numa relação?

Numa sondagem 100% dos gajos disseram que nunca caíram na cama de ninguém por acidente apesar de dizerem que gostariam muito de saber como é que isso acontece e até como é que se poderiam envolver num acidente desses.

A saber: não há desculpa para a traição. Não há desculpa para a traição. Agora diz tu: não há desculpa para a traição; a tua única responsabilidade face a julgamentos errados em relação a outrem é apenas para contigo; traição é traição, não importa com quem nem com que frequência; trair torna-se mais fácil à medida que vai acontecendo. Só custa a primeira vez, quando nos bate a moral e a culpa em estar a trair outra pessoa; os traidores nunca prosperam porque metem nojo; um traidor só se trai a si mesmo porque não chega a estar contigo!

You Might Also Like

  • bonifaceo 10/10/2005 at 13:10

    Por acaso odeio esse tipo de traição, numa relação sentimental, é do pior. Pá, um gajo não pode trair outra pessoa só porque outra gaja lhe abriu as pernas. Porque afinal de contas somos seres humanos como dizemos ser, com sentimentos, ou somos como os aninais movidos pelos impulsos sexuais??
    Não percebo a traição e disse isto para eles, mas elas fazem o mesmo… não é verdade?

  • ISA 10/10/2005 at 13:16

    ainda este fds tive uma discussão sobre isso. e a minha opinião é que para uma mulher trair n bastam um rabo e um par de pernas. é preciso algo mais. para um homem acho eu é sempre mais fácil. fazem-no com muito mais leviandade.

  • Bock 10/10/2005 at 14:12

    Por acaso (mesmo por mero acaso) discordo absolutamente de todas as desculpas para a traição apresentadas no teu post. São verdadeiras desculpas esfarrapadas. E infelizmente são recorrentes. Mas isso agora é o menos. Não pretendo fazer uma apologia, nem da infidelidade nem da monogamia, porque acho que esse é um tema muito complicado e este não é o sítio para falar do assunto em condições, mas

  • ISA 10/10/2005 at 14:21

    Tu chegaste a este blog uns posts depois da saga do Greg ter começado. é o seguinte: isto é uma tradução de um livro que se chama: he is not that into you, do Greg e da Liz. A Liz escreve o argumento do sex and the city. O Greg é consultor masculino da coisa. Tá dada a explicação.

    Quanto à minha opinião, e já ta disse noutro espaço, eu NÃO concebo a traição, PONTO. Se é um one night

  • Bock 10/10/2005 at 14:26

    … oh, pá! e fazes tu muitíssimo bem em não a conceber!
    Mas quis só deixar aquele pequeno eclarecimento sobre a leviandade, porque achei que era importante…

  • ISA 10/10/2005 at 14:36

    Mas HÁ de facto mta leviandade… Ninguém me convence do contrário. é que é com uma leveza que até assusta…

  • Martha Nader 10/10/2005 at 21:07

    pior é a mentira – e ser traída e ser a última a saber.

  • bonifaceo 11/10/2005 at 02:12

    “É preciso algo mais”… pois é, sedução, mas isso há em qualquer uma das partes, não aparecem de repente na cama, tem que haver sedução. Eu conheço algumas raparigas que já trairam os namorados, pelo menos só por uns beijos… não sei qual dos géneros mais o faz, mas não tomo partido de nenhum dos lados, é um acto errado, não há desculpa, ponto final.

  • error: Content is protected !!