Uncategorized

ELE NÃO ESTÁ PROPRIAMENTE NA TUA 3

30/09/2005

Se não te convida para irem juntos para todo o lado*.

Desculpa 1: ele acabou de sair de uma relação
O gajo, coitadito, acabou de sair de um casamento e portanto comigo só quer estar quando lhe apetece. Não há compromissos e eu gosto muito dele, somos muito amigos mas já andamos nisto há seis meses. É um bocado mau não saber dele e não gosto nada de estar na posição de quem não pode fazer nada.

Pois é, filha, tu foste uma amigalhaça enquanto o casamento dele ia por água abaixo. Obviamente que ele aprecia. E aprecia mais ainda o facto de não ter grandes responsabilidades para contigo, afinal, as responsabilidades de um amigo são bem diferentes das de um namorado. O papel assenta-lhe que nem uma luva. Ele está como quer: uma óptima amiga, com todas as vantagens de uma namorada, que ele pode ver apenas quando está para aí virado. Ele pode ser um dos teus maiores amigos mas como namorado, desculpa lá, ele não está propriamente na tua.

Cuidado com a palavra amigo. Pode ser usada como desculpa para justificar um comportamento tudo menos amigo.

Desculpa 2: mas nós andamos mesmo
Andamos há 3 meses. Ele disse-me recentemente que não quer ser namorado de ninguém e que não está preparado para uma relação séria. Mas eu sei que ele não anda com mais ninguém. Acho que ele tem apenas medo da palavra ”namorado”

Andei à procura da definição: “eu não quero ser teu namorado” no dicionário das relações a ver se estava enganado mas não. Afinal ainda quer dizer: eu não quero ser teu namorado… E isto vem de um gajo que passa 4 a 5 noites por semana contigo. Deve doer… Se queres assim, força. Mas esperava que procurasses, pelo menos, alguém que não te dissesse na cara: eu não estou propriamente na tua.

Os homens, tal como as mulheres, querem sentir-se emocionalmente protegidos quando uma relação se começa a tornar séria. Um gajo que está na tua, quer-te só para ele. E porque raio é que não haveria de querer, you sexy hot babe?

Desculpa 3: é melhor que nada
Andamos há 6 meses. Vemo-nos de duas em duas semanas. Achei que se fosse com calma, nos veríamos mais frequentemente mas ele fica nesta das duas semanas. Gosto mesmo dele e por isso acho que é melhor do que nada.

Ai credo, como é fácil para vocês se esquecerem do que de facto se trata. É o seguinte: trata-se de um gajo que vos quer, mesmo. Que vos telefona, faz-vos sentir sexy e desejadas o tempo todo. Ele quer ver-vos a toda a hora porque quanto mais está convosco mais gosta. OK, de uma em uma, ou duas em duas, semanas, pode fazer-vos aguentar um mês, dois. E uma vida inteira assim, aguentas?

Desculpa 4: ele está frequentemente fora da cidade
Andamos há 4 meses. Sempre que lhe quero perguntar em que sentido vai a nossa relação ele tem de se ir embora.

Aqui fica um segredinho sobre os gajos que viajam: eles estão doidinhos por se ir embora. É difícil acertar num alvo em movimento. Há formas de viajar e permanecer numa relação e formas de viajar e ter a certeza que se fica fora de uma. A diferença é se o gajo te diz o quanto lhe custa deixar-te. Se tanto se lhe dá que, enquanto ele está fora, tu sais para a rua e procuras outra pessoa então, filha, ele não está propriamente na tua.

Tu tens todo o direito de saber o que se passa entre ti e a pessoa com quem dormes. E quanto mais sentires que mereces isso, e muito mais, mais capaz te sentes de perguntar o que for preciso sem te sentires dramática. Garanto-te.

A saber: Os gajos dizem o que sentem mesmo que te recuses a ouvir ou a acreditar neles. “Não quero meter-me numa relação séria” quer dizer: “não quero meter-me numa relação séria contigo”. Ou: “não tenho a certeza se és a tal”; melhor que nada não é suficientemente bom para ti; se não sabes que direcção está a tomar a tua relação, fazes muito bem em perguntar; a falta de clareza não é bom; Há por aí um gajo que morre por dizer que é teu namorado. Deixa-te de merdas e vai procurá-lo.

*Do original: if he is not dating you (e a porra da dificuldade de traduzir “to date” para português). Describes a situation that is complicated and unpleasant, and about which many facts are unclear. Os brasileiros diriam: tamo ficando. Acho que não se saem nada mal.

You Might Also Like

  • bonifaceo 30/09/2005 at 23:38

    “O gajo coitadinho…”, teve graça.
    Por acaso às vezes as pessoas não estão atentas às “dicas” que a outra pessoa vai dando… não vêm com clareza o significado de certas palavras… depois dá em ilusões… e grandes desilusões.

  • Zeka 01/10/2005 at 02:57

    Ó Isa, vou ser extremamente sincero, e dizer-te que já me vai faltando a paciência pra ler estes testamentos do tal do Greg.
    Não sei se por serem longos demais, ou por se tratarem de bacoradas umas atrás das outras.

    Mais uma vez afirmo a minha estranheza por verificar que uma moçoila inteligente como tu, acredita nestas patacoadas!

    Mais! Tenho a certeza absoluta que não

  • ISA 01/10/2005 at 15:01

    Bom, primeiro querias lêr os posts do Greg e disseste inclusivamente para me despachar que estess posts de “ameaça” já te estavam a chatear. Depois lês o Greg e ficas nervoso desta forma. Não percebo. Ou se calhar até percebo… Se são bacoradas assim tão grandes n percebo porque é que te incomodam tanto. Quando as coisas são estúpidas e n fazem sentido, um gajo ri-se, digo eu…

    O Greg

  • ISA 01/10/2005 at 16:33

    Só mais uma coisa, Zeka, incomoda-te assim tanto que uma gaja queira o melhor para ela porquê?

  • Zeka 01/10/2005 at 20:03

    Isinha, querida, amor!

    Em primeiro lugar, quero-te dizer, que me rio muito por dentro, (deve ser por isso que não notas) das barbaridades que o gajo inventa.

    Em segundo lugar, é evidente que não te conheço pessoalmente. No entanto, muito provavelmente, conheço melhor a tua alma, o teu ser interior do que muita gente que lida contigo diariamente mas que não é cliente deste teu

  • Zeka 01/10/2005 at 20:10

    Só mais uma coisinha, amor!
    Deves levar-me a sério só q.b. ok?

    E já agora, no post anterior, onde se lê zangadada, deve ler-se zangada, é isso, zangada.

    Beijos

  • ISA 01/10/2005 at 23:51

    Querido Zeka,

    em primeiro lugar n fiquei zangada. seria preciso bem mais do que isso. em segundo és sempre bem-vindo. neste blog pode e deve-se expressar as opiniões que se entender, nunca corri ninguém daqui por causa disso. Ao contrário de muitos outros blogs, neste pode falar-se à vontade desde que n se insulte ninguém e muito menos a mim, afinal, estou em minha casa. lê o que

  • ISA 02/10/2005 at 00:19

    Só mais uma coisa, n te preocupes tb com o meu PE que desse cuido eu.

  • Zeka 02/10/2005 at 01:07

    Ok! Tens razão Isa!
    Se calhar fui eu que percebi mal (cof cof cof, ai esta maldita tosse).
    Desisto! Leva lá a bicicleta…

    Enfim…missão cumprida!
    Eu tentei…

    Beijos

  • error: Content is protected !!