Traduções de Artigos de Psicologia

9 pensamentos dos quais precisa desfazer-se*

12/10/2013
A mente é maravilhosa e poderosa, mas está longe de ser perfeita. É com demasiada frequência que nos viciamos nos nossos próprios pensamentos e não conseguimos mudar nada na nossa vida se não mudarmos a nossa forma de pensar. Se quer andar para a frente na vida, precisa de mudar na sua cabeça e desfazer-se dos seguintes pensamentos:
1. “A vida é um saco e é assim mesmo.”
A mente consegue ser o mais duro campo de batalha, o lugar onde se desenrolam os maiores conflitos. É onde metade das coisas que pensou que fossem acontecer, nunca viram a luz do dia. Mas se permitir que esses pensamentos persistam e inflamem, serão bem sucedidos, pois irão conseguir roubar-lhe a paz, a felicidade e tudo o resto que existe de bonito no mundo.
Diga à comissão de negatividade que se reúne na sua cabeça para se sentar e se calar. Não se permita pensar ao ponto de cair num esgotamento nervoso, numa depressão ou numa desesperançosa derrota. Se estiver a ser negativo quando está sozinho, o conflito armado reside na sua cabeça. A luta que tem de travar é na sua cabeça. Não pode mudar o que já aconteceu, mas pode escolher lidar com isso. 
2. “Esse pessoal que me odeia está certo.”
Seja sábio o suficiente para se afastar da negatividade que o rodeia; não deixe que infete o seu pensamento. Não deixe que a opinião negativa de outras pessoas arruine a sua realidade. Independentemente da quantidade de negatividade que outros atiram para cima de si, não há necessidade alguma de você permanecer e participar na derrocada que eles escolheram para as suas vidas. Você decide a forma como a sua alma cresce. 
Quando as pessoas à sua volta lhe dão todas as razões para ser negativo, pense em boas razões para ser positivo. Há sempre algo pelo que estar grato. 
3. “A forma como as coisas estão agora é a forma como irão estar sempre.”
Não confunda o caminho com o destino. Só porque agora troveja, não quer dizer que não faça sol amanhã. E lembre-se, você não irá conseguir curar a dor de uma vida de um dia para o outro; seja paciente consigo mesmo, leve o tempo que levar, a sua felicidade valerá a espera.
Escreve o seu próprio destino pelas coisas que faz. Torna-se o que faz repetidamente. É mais importante saber para onde vai e porquê do que chegar rapidamente. Não confunda atividade com conquista. Todas as vezes que estiver tentado a reagir às mesmas circunstâncias da mesma forma, pergunte-se: sou um prisioneiro do passado ou um pioneiro do futuro?”
4. “É suposto que a vida seja fácil.”
Nada que valha a pena na vida é suposto ser fácil; aprenda a levar as coisas com calma em relação às expetativas que carrega em relação a determinada situação. Não espere que as coisas lhe sejam dadas. Saia para a rua e conquiste-as! É a única forma saudável de lidar com os desafios da vida. Se vale a pena ter, vale a pena lutar por isso.
Qualquer um pode fugir e desperdiçar; é facílimo não fazer nada. Encarar os desafios e resolvê-los é que faz de nós mais fortes. E mesmo nos dias em que se sente mais fraco, fica um pouco mais forte. Assim, pare de desejar e comece a trabalhar para ter. Falar é barato, agir não tem preço.
5. “É mais fácil culpar outra pessoa.”
Há demasiada gente a assumir para si os créditos apenas referentes aos resultados positivos. Por outras palavras, assumimos para nós os nossos sucessos mas recusamo-nos a assumir responsabilidades pelos nossos falhanços. Um bom exemplo é o que acontece na escola, quando se obtém uma nota boa atribui-se a mesma à inteligência e aos bons hábitos de estudo. Mas quando a nota é má, o falhanço é atribuído ao professor, a um teste muito difícil ou a uma disciplina que “não serve para nada no mundo real mesmo”.”
Perceba que para crescer emocionalmente tem de assumir totalmente a responsabilidade pelas suas ações e respetivos resultados, sucessos e falhanços de igual forma. Porque se tem medo demais de falhar, ser-lhe-á impossível fazer o que for preciso para ser bem sucedido. Reviravoltas, falhanços, obstáculos e privações são as construtoras da vida, elevam o caráter, a força e o conhecimento.
6. “Não suporto X, Y e Z!”
Hoje, deixe as suas pequenas irritações de lado. Viva o seu dia de forma consciente. Faça um esforço para reparar pelo menos numa pequena coisa que normalmente o frustraria. Depois, faça-se o favor de a deixar pra lá. Experimente, desta forma simples, a liberdade de estar no comando da forma como se sente. E perceba que pode alargar este mesmo nível de controlo a todas as situações da vida. A um dado momento, a forma como se sente é a forma como escolhe sentir-se, e a forma como reage é a forma como escolhe reagir.
7. “Aparenta ser dessa forma, deve ser assim mesmo.”
Os julgamentos superficiais são feitos no instante em que alguém assume alguma coisa em relação a outra pessoa, baseada apenas na aparência imediata. Lamentavelmente, é o que aparentemente acontece milhares de vezes por minuto, em todo o mundo. Por exemplo, alguém pode ver um homem alto, bem apessoado, dos seus cinquenta anos, de fato e assumir instantaneamente que é bem sucedido e de confiança, apesar de não haver qualquer prova que dê suporte a este julgamento.
Não julgue ninguém pelo que mostra ao primeiro olhar. O que você viu é frequentemente o que a pessoa escolheu mostrar-lhe em determinado momento. Tiramos conclusões precipitadas frequentemente. Fale com as pessoas, ouça as histórias que têm para lhe contar, observe o que fazem, é assim que irá conhecê-las verdadeiramente.
8. “Desistir e começar de novo é sinal de falhanço.”
Não tente diminuir as suas perdas provenientes de um passado falhado ao continuar a percorrer exatamente o mesmo caminho que levou ao primeiro falhanço. Por outras palavras, não faça a mesma coisa vezes sem fim esperando obter resultados diferentes. Se não resultou da última vez e não fez mudanças significativas, provavelmente também não irá resultar desta vez.
Às vezes justificamos as nossas decisões investindo continuamente num esforço falhado baseado apenas no investimento anterior acumulado, apesar de haver novas provas que sugerem que o custo, a partir de hoje, de continuar a persistir nesse esforço supera o benefício esperado. A lógica é contabilizar as perdas e mudar o curso da nossa ação. No entanto, devido aos custos do que já investimos, sentimo-nos comprometidos em relação ao esforço, por isso investimos mais tempo, dinheiro e energia, esperando que o nosso investimento adicional cause uma reviravolta no resultado. O que basicamente nunca acontece.
Quando já não conseguir lembrar-se de um motivo para continuar, pense num motivo para começar de novo, e tudo bem. Há uma diferença enorme entre desistir e começar de novo, na direção certa.
9. “É demasiado tarde, perdi a minha oportunidade.”
Acabe com os arrependimentos, são uma desculpa para pessoas que desistiram. Você ainda aqui está, tentando e crescendo. A vida é aprender com o passado, confiando na sua intuição e seguindo em frente, agarrando oportunidades e encontrando momentos de felicidade, percebendo que tudo é uma lição e que há um motivo para que as coisas aconteçam.
Não se stresse a pensar no que poderia ter sido, as hipóteses são de que não deveria ter sido. Foque no presente, tem muito por que esperar. Faça o seu melhor. Todos os momentos são um novo começo e um novo fim. A cada segundo, há uma segunda oportunidade. E a sua melhor oportunidade é agora.

*Via

You Might Also Like

error: Content is protected !!