Uncategorized

A teoria da camisola verde

20/09/2005

Bom, num acto de serviço público, caridade, eu diria, vou partilhar convosco, mulherio que me está a ler em particular e gajos em geral, a teoria da camisola verde.

É o seguinte: tu podes ser a camisola verde neste momento. Tu já foste a camisola verde. Tu já foste reduzida à última camisola do armário, aquela que não vestimos há 3 anos, TRÊS, mas que não deitamos fora porque não vá o diabo tecê-las e mais não sei quê que pode ser que um dia, um dia, nunca se sabe, vistas a camisola verde.18

ORA, todos os gajos têm uma camisola verde no armário para o caso de lhes estar a apetecer um chamêgo e a camisola preferida estar para lavar, a segunda não atender o telefone, a terceira ter um gajo novo, a quarta, a colega de escola que ficou atravessada, ser casada, ter filhos, engordado 20 quilos e estar um caco… E a última, ao fim de 9, NOVE, ou 7 ou lá o que é, uma para cada dia da semana, a que sobra, a de Domingo, ou pior, a de segunda-feira… És tu.

ORA, second best is not good enough, e muito menos a última da lista, tipo, não há mais ri-go-ro-sa-mente ninguém. Além disso, quando o cretino te telefona tu NÃO sabes em que número vai. Not good enough. Tu não mereces ter dúvidas dessas.

Brincamos ou quê? Eu não sei por vocês mas eu quero ser a camisola azul escura. A que pomos todos os dias a não ser quando é impossível. A preferida, a eleita. Aquela com a qual se quer ir para todo o lado e mais algum porque nós somos gajos e não temos de nos preocupar com o facto de ir de calças de ganga, ténis e t-shirt seja para onde for. Eu quero ser a camisola azul escura. Aquela que tiramos do estendal ainda húmida, está calor e ela seca entretanto, bastam umas horinhas dentro do carro. A que aquece nas noites traiçoeiras de frio de Verão. Nas noites de fim de estação. Aquela que dá para usar o ano inteiro, mais casaco menos camisa. Eu quero ser a camisola de fim de estação sendo que os anos passam a ter a fim de estação todo o ano, e os seguintes, para o resto da vida, no mínimo…

You Might Also Like

  • bonifaceo 20/09/2005 at 21:55

    Então… mas vocês não gostam de saídas diversificadas? Pensam numa saída dessas, como apenas uma noite bem passada, não que ter a ver com o homem para o resto da vida. Tipo, não pensarem nessas coisas dos lugares na lista, apenas aproveitem o momento, façam como ele que apenas quis sair e divertir-se, mesmo que tenha sido com a última da lista dele, e mesmo que vocês o tenham em primeiro da

  • ISA 21/09/2005 at 00:44

    A resposta está no primeiro post. Antecipaste-te, paciência.

  • bonifaceo 21/09/2005 at 13:41

    Estás a falar do “mai nada”? Mas não sei por quê, não me parece bem uma resposta… a não ser que este post da camisola verde seja em relação a uma relação mais séria, aí sim, não é bom ser-se a camisola verde, principalmente quando é uma pessoa que gostamos bastante, mas se ele nos tem como camisola verde, então é porque não merece que o tenhamos mais que não seja também por a nossa camisola

  • ISA 21/09/2005 at 13:47

    N andas nada a escrever demais. É isso é, mas para as mulheres é mais difícil terem uma camisola verde, acho eu. E mais, ainda que agora esteja numa fase em que quero é curtir e n me apetece nada sério, se a coisa acontecer obviamente que n vou desprezar. Como nc sabemos se somos a camisola verde pq um gajo nunca admitiria assumir isso, mais vale n sermos camisola nenhuma, temos cá o nosso

  • bonifaceo 21/09/2005 at 14:25

    Mas se calhar até numa teoria dos 3 (podendo serem mais) poderá haver um camisola verde, o que está em último da lista de preferências. Ou mesmo num desses 3, poderá estar alguém que te julgue uma boa camisola verde, embora mesmo que não seja nada sério, só se esteja mesmo numa de curtir.
    Beijo.

  • Martha Nader 21/09/2005 at 16:04

    é mesmo uma questão de dificuldade feminina. Já tive um arco íris inteiro no armário, mas aí contava tudo de uma cor para a outra, e ficava só com a azulzinha mesmo. Bjs

  • Martha Nader 21/09/2005 at 16:05

    é mesmo uma questão de dificuldade feminina. Já tive um arco íris inteiro no armário, mas aí contava tudo de uma cor para a outra, e ficava só com a azulzinha mesmo. Bjs

  • ISA 21/09/2005 at 19:59

    Podes crer, Martha, apesar de n lhe chamar dificuldade mas sim excelência. Aspirar à excelência, não nivelar or baixo. Bjs

  • error: Content is protected !!