Uncategorized

PRIMEIRA VEZ

22/03/2005

Nem todas as primeiras vezes são más. A minha primeira vez não só não foi má como foi perfeita! Nada falhou, nada faltou.

O responsável chama-se Djavan e começou decididamente por me Seduzir, com a alma na voz e a certeza no coração convenci-me que vou andar vou voar pra ver o mundo porque nem que eu bebesse o mar encheria o que eu tenho de fundo, para logo planar sobre a Linha do Equador, de Flor de Lis ao peito, não sem antes de me render a um animadíssimo Samurai.

Depois de ver um pôr-do-sol, lindo como ele só, há um Oceano Azul no qual mergulho sempre sem hesitar. Junta-se-lhe Um amor puro e aí vou eu a voar até outra primeira vez. A primeira vez que estive na Bahia. A primeira vez que ouvi música brasileira com ouvidos de ouvir. A primeira vez que curti MPB como deve ser. De primeiríssima qualidade. A primeira vez que chegou para me contagiar para o resto da vida.

Recuperei energias com um poderoso Açaí e rendi-me à Vaidade por completo. Já com as emoções em alta, bastou um Boa noite pouco Serrado para me levar ao delírio. E Se Amar é tudo pois então posso dizer que amei, que amei, e que desde a primeira vez, Nem um dia passou que não oiça MPB.

Qual Sina – demais, demais… – foi de Djavan o meu primeiro CD MPB, foi ele o protagonista do primeiro concerto MPB a que assisti.

Depois de tudo isto só posso mesmo acreditar, de sorriso do tamanho do mundo e com uma convicção ainda maior, que serei feliz de novo!

You Might Also Like

  • CA 22/03/2005 at 17:25

    Que lindo! :-)

  • error: Content is protected !!