Uncategorized

A ler

19/08/2007

– Voltei a ler, Ambrósio.
– Aposto que recomeçou plo génio literário da pátria!
– Que esperto, Ambrósio, O Primo Basílio e o Mandarim.
– E o que se segue, Senhora?
– Em tempos de recomeço, Uma campanha alegre parece-me o mais acertado.
– Sem dúvida, Senhora. Mas veja lá se não se vai deprimir, parece que não mudou nada um século e tal depois, cá no burgo.
– Com o Eça? Jamais!
– Antes assim, Senhora, e depois?
– Só Deus sabe, Ambrósio.
– E já leu o Crime do Padre Amaro?
– Claro que sim, Ambrósio.
– Aquilo é que é dar porrada nos padres.
– Ai credo, Ambrósio, que modos…
– Eles os há que merecem, Senhora, mas não são os únicos.
– Faz-nos cá falta um Eça ou vários, não é Ambrósio.
– Vários, Senhora, vários. Mas a carência de homens com tomates é geral.
– Ó Ambrósio, francamente, o Ambrósio tá doudo. Deus lhe valha…
– Calo-me já, Senhora, calo-me já…

You Might Also Like

error: Content is protected !!