Selfish Love

A vida, ela é engraçada…

12/05/2013
É sempre assim, o self começa a querer pôr os bracinhos de fora, cheio de energia e vigor, e vem a tentação, na forma de teste para uma empresa para traduzir um livro, bem pago, minha onda. Ao mesmo tempo, coisas imperiosas do self precisavam ser feitas, por dependerem de outras pessoas, tudo nas minhas costas. Tive, mais uma vez, de optar. Pelo self, já me peguei nessa várias vezes, felizmente pude resolver. 

Como hoje, três programas para a noite, quando passei semanas, meses sem praticamente nada. E ‘tou aqui, a resolver coisas do self, enquanto os três programas vão, muito provavelmente, pelo cano, sendo que desta vez não é forçado, é sem quaisquer pesos na consciência, fartei-me de trabalhar, inclusive. 
Uma das questões que me atormenta, lamentavelmente uma vez por ano, a ver se desta é uma a cada dois, é o visto. Meio que surgiu a solução. Agora é pôr mãos à obra. Kairos forever

You Might Also Like

error: Content is protected !!