Uncategorized

Aos corações peludos, com amor:

27/04/2013
A saúde só pode ser realmente obtida, tanto no nível pessoal como no nível coletivo, através da integração com a sombra.
*  
A bússola do ego em direção à totalidade é dada pelo símbolo. Um desvio de rota também é revelado pelo símbolo e representado, com frequência, pelo sofrimento. 
*
O conflito entre o masculino e o feminino, entre o patriarcado e o matriarcado, é expresso com a Grande Mãe, rejeitada e ferida, devorando corações como vingança
*
O coração é, pois, segundo sua etimologia, basicamente um centro vital e essencial, um lugar para os sentimentos, derivando para uma forma de comportamento social e de conhecimento não-intelectual. Parece que ele está muito mais presente em nossas ações do que a nossa consciência pode perceber ou imaginar. 
*
O coração humano alimentava o coração divino e o ego mantinha, com isso, uma relação viva e emocionante com seu Self.
*
O sacrifício era a renovação da vida e da imortalidade. O ego se entregava projetivamente, sacrificando o que lhe era mais caro. Mas, com este ato, afastava as forças devoradoras e urobóricas do inconsciente coletivo. A sombra, mais uma vez vencida…

In: “A psique do coração”, Denise Ramos

You Might Also Like

error: Content is protected !!