Uncategorized

Bandeiras

13/03/2011

Eu não quero um Estado pai e não acredito em almoços grátis. Eu não quero favores de ninguém, muito menos quero que tomem decisões por mim. Eu não quero que me paguem para não trabalhar. Adoraria, mas já que não tenho outro remédio, exijo que me paguem pelo trabalho que faço, a tempo e horas. E exijo que o Estado seja o primeiro a dar o exemplo. Não quero um emprego vitalício, não quero explorar ninguém, muito menos quero ser explorada. Quero poder trabalhar com dignidade e exijo respeito.

Humanização, é só disso que deveríamos estar todos a falar. Mesmo, mesmo só disso.

You Might Also Like

error: Content is protected !!