Browsing Category

Arquétipos

Arquétipos

Valores do patriarcado

29/09/2017

Os homens bem sucedidos são pais ausentes, estando emocionalmente e com frequência fisicamente fora da vida das crianças. Sacrificam a possibilidade de estar perto dos filhos pela profissão, os papéis que representam, que se baseiam nos valores do patriarcado. Também sacrificam a sua criança interior, o lado brincalhão, espontâneo, que confia, se expressa emocionalmente.

Concretizações pessoais x Poder

Por um lado, as concretizações pessoais deixam-nos num lugar seguro coletivamente. Mas não totalmente satisfatório, nomeadamente no que se prende com necessidades pessoais e afetivas. O que dá origem a um conflito interno. Entre o mundo interno dos arquétipos, predisposições poderosas, e o mundo externo dos estereótipos.

O trabalho é fonte de satisfação apenas quando coincide com o arquétipo particular de cada um. A sua natureza e os seus talentos.

A cultura patriarcal é hostil à inocência

Desvaloriza as qualidades que remetem às crianças e recompensa os homens pela sua capacidade de obedecer a uma autoridade ou ser fiel a uma ambição (ou obedecer às exigências de um deus), que vêm antes do amor e da preocupação em relação a um filho. valores

Para ser um soldado, um militar de alta patente ou um executivo moderno, um empreendedor, um homem (ou uma mulher) tem de estar disposto a matar ou reprimir os seus sentimentos. Não há espaço para vulnerabilidade, ternura ou inocência. Nem para empatia ou compaixão pelos inimigos. Estes atributos são vistos como fraquezas e têm de ser sacrificados. É preciso obedecer à autoridade e fazer o que for preciso para manter a autoridade que já se tem.

Este sistema de valores tem consequências diretas negativas nos relacionamentos entre pais e filhos rapazes. Pais autoritários reagem com raiva ao que veem como insubordinação e desobediência, punindo filhos e filhas por não obedecerem ou fazerem o que é esperado.

A necessidade de manter uma posição de autoridade contribui para os piores casos de pais abusivos. O pai não vê o seu filho como sendo apenas ele mesmo, fazendo o que fazem bebés e crianças. Reage de acordo com a sua percepção e abusa da criança.

Desafiar a autoridade é uma parte normal da aprendizagem e da descoberta das coisas por si mesmo.

You need to be logged in to view the rest of the content. Por favor . Ainda não está registado? Associe-se!
Arquétipos

Pais e filhos no Patriarcado

28/09/2017

Pais emocionalmente distantes e críticos, fechados emocionalmente, competitivos ou abusivos, que rejeitam os filhos, criam neles dor, tristeza e raiva. Padrões estes que se repetem por gerações e gerações. pais

O afastamento entre pai e filho

Começa com o ressentimento do pai ou a percepção deste de que o filho é um rival. Percepção essa que pode surgir antes de o filho nascer, pois a gravidez da mulher pode ativar a sensações da infância.

O homem sai do centro das atenções e perde importância na vida da mãe e mulher nutridora. A quebra de disponibilidade da mulher começa na gravidez, podendo perder interesse no sexo, que é uma das principais formas de afirmação e de aproximação para os homens, que se sentem suplantados pelo seu rival.

You need to be logged in to view the rest of the content. Por favor . Ainda não está registado? Associe-se!
Arquétipos

Mães nas famílias patriarcais

27/09/2017

Todos os deuses olímpicos incluindo Zeus tiveram mães sem poder. Subordinadas a um pai/marido poderoso e frequentemente abusivo, que dominava as mulheres.

You need to be logged in to view the rest of the content. Por favor . Ainda não está registado? Associe-se!
Arquétipos

Menina não entra – O Patriarcado

26/09/2017

O que é o patriarcado e a forma como molda os seus filhos?

Individualmente, pode dizer-se que o patriarcado dita a relação entre pai e filho.

You need to be logged in to view the rest of the content. Por favor . Ainda não está registado? Associe-se!
Arquétipos

Porquê os Arquétipos?

19/09/2017

Os arquétipos são predisposições poderosas e invisíveis que regem emoções e comportamentos, afetando o trabalho e os relacionamentos.

São potenciais (universais) e estão ou não ativados. Caso em que estão presentes especificamente em nós, funcionando de forma consciente ou inconsciente (à nossa revelia).

You need to be logged in to view the rest of the content. Por favor . Ainda não está registado? Associe-se!
Arquétipos

Deuses Gregos e Arquétipos:

04/07/2017
Como os padrões de comportamento dos Deuses do Olimpo se manifestam em nós, influenciando todas as nossas escolhas.

O que me agrada na mitologia grega e respetivos deuses é o serem muito parecidos connosco, comuns mortais. Têm, como nós, paixões, obsessões, desejos de vingança. Uns dedicam-se mais ao amor e ao prazer, outros ao poder. São quase humanos, mas com dons especiais.

You need to be logged in to view the rest of the content. Por favor . Ainda não está registado? Associe-se!
Arquétipos

Stop violence against ourselves

08/03/2015

Neste dia, apelamos muito à condição de outras mulheres, de todas as outras que não nós. É uma forma de fugirmos de nós mesmas como outra qualquer. No entanto, para que haja mudança, o melhor mesmo é começarmos por nós. E nós, que achamos que protegemos tanto outras mulheres e meninas, as que já fomos, esquecemo-nos frequentemente de nós mesmas, traindo-nos todos os dias.

A cada vez que negamos o nosso poder de sedução, a nossa beleza, a nossa capacidade de ouvir; a nossa sensibilidade, a cada vez que nos envergonhamos do nosso corpo, que deixamos de nos entregar ao prazer, que castramos a nossa liberdade, que nos recusamos a sorrir, negamos e traímos Afrodite.

A cada vez que negamos a nossa capacidade de cuidar, nutrir, acolher, negamos e traímos Deméter.

You need to be logged in to view the rest of the content. Por favor . Ainda não está registado? Associe-se!
error: Content is protected !!