Traduções de Artigos de Psicologia

Check up de relacionamento*

13/06/2013
Um relacionamento saudável significa que ambos os membros do casal…
1. Estão a comunicar um com o outro: falam sobre problemas sem gritar nem se descabelar; ouvem-se um ao outro e respeitam o respetivo ponto de vista; estão dispostos a adaptar-se e, às vezes, a mudar de ideias.
2. Mostram respeito um pelo outro: valorizam cultura, crença, ponto de vista, opiniões e fronteiras. Também se tratam um ao outro de forma gentil e carinhosa.
3. Demonstram confiança e seguem confiando: cada um é de confiança e confia no outro, porque tem mostrado que é digno dessa confiança.
4. São honestos um com o outro: ambos são abertos e honestos, mas também têm a sua privacidade e não exigem que o outro lhes conte tudo.
5. São iguais: tomam decisões conjuntas e tratam-se bem. Nenhum deles fica no comando e determina todas as regras.
6. São capazes de desfrutar do seu espaço: tal como passam tempo juntos, também passam um tempo sozinhos. Respeitam o facto de serem diferentes e que também precisam de ter a sua vida.
7. Decisões quanto ao sexo são debatidas e consensuais: debatem as questões sexuais incluindo a contraceção. Nenhum dos membros define regras nem padrões sozinho.
Sinais de um relacionamento pouco saudável:
Desenvolve-se uma relação pouco saudável quando um ou ambos os parceiros…
1. Não conseguem comunicar: ignoram-se os problemas ou nem sequer se fala deles. Um ou ambos, na verdade, não ouve o outro e raramente se ajusta.
2. Agem desrespeitosamente: um ou ambos não considera o outro e não se comportam de forma a conseguirem passar a mensagem de que se preocupam.
3. Se recusam a confiar no outro: um ou ambos suspeita da fidelidade do parceiro. Fazem acusações falsas ou não acreditam que não é verdade.
4. Agem de forma desonesta: um ou ambos engana ou mente e esconde a verdade.
5. Agem de forma controladora: uma pessoa pensa que deve ditar regras, controlar a outra pessoa e dizer como as coisas devem ser.
6. Começam a sentir-se anulados e reprimidos/desligando-se da família e dos amigos: um dos membros é possessivo ou sente-se ameaçado e chateado quando o outro está com a família ou passa um tempo com os amigos.
7. Tentam pressionar o outro para transar / recusa-se a falar abertamente sobre contraceção: um parceiro quer transar ou comprometer-se em práticas diferentes, contra a vontade do outro. Ou um dos parceiros para de usar contraceção ou espera que o outro “trate de tudo”.
Sinais de um relacionamento abusivo
Um relacionamento abusivo desenvolve-se quando uma das partes…
1. Começa a comunicar de forma abusiva: quando há discussões, uma das partes grita e pragueja, ou ataca ou ameaça verbalmente o outro.
2. Desrespeita, agindo de forma abusiva: aqui, um dos parceiros abusa, magoa ou ameaça a integridade física do outro.
3. Acusa erradamente o outro de flirtar ou de trair: um dos parceiros está convencido – sem nada de concreto – que o seu parceiro o trai ou que está a ter um caso. Assim, é verbalmente agressivo ou magoa o parceiro que está a acusar.
4. Recusa-se a aceitar a responsabilidade pelo abuso: quando cede à raiva ou age de forma abusiva, minimiza as suas ações e recusa-se a aceitar a culpa. Pode até acusar o parceiro de “provocar o abuso”.
5. Começa a controlar o parceiro: um parceiro não tem voz enquanto o outro determina as regras e discutir o assunto só leva a mais abuso.
6. Faz o que puder para isolar o parceiro: um dos parceiros controla quem a outra pessoa vê, a forma como passa o tempo e até as roupas que compra e veste. Quem é controlado perde a confiança em si e a sua própria personalidade.
7. Força sexo: a frequência, o tipo, as circunstâncias para o sexo são determinadas por um parceiro e a ordem tem de ser obedecida. Se não aquiescer, leva à violência ou ao abuso. Às vezes, a violência está incluída no sexo.
*Via (tradução minha)

You Might Also Like

error: Content is protected !!