Traduções de Artigos de Psicologia

Como travar a necessidade de aprovação?*

08/06/2013
Se é uma pessoa que tem de procurar aprovação, significa que é alguém que quer agradar constantemente e tem todos os motivos para se preocupar. A verdade é que essa necessidade não o preenche, porque o impede de conduzir a sua vida como quer. Aqui ficam várias dicas que pode usar, se precisa mesmo de travar essa necessidade de aprovação.
§ Pare de se preocupar com o que os outros pensam de si: não pode ser você mesmo e depender de aprovação externa ao mesmo tempo. Precisa de se encarregar de si. Não escolha a saída mais fácil simplesmente porque a maioria das pessoas aprovará. Não preste atenção à cabeça dos  outros nesse quesito, a opinião deles não deve determinar as suas decisões.
§ Aprenda a viver por si mesmo: a palavra aprovação pode ser substituída pela palavra opinião e é na sua que deve confiar. Ame a pessoa que é por dentro e por fora. Irá permitir-lhe abraçar os seus sonhos, que conduzem ao sucesso e à felicidade. Não se sacrifique pelo facto de outra pessoa não gostar.
§ As pessoas têm perspetivas diferentes: toda a gente se constrói a partir de bases de conhecimento, de perspetiva, de experiência e de moral. As pessoas são moldadas por isso, que vem antes, e pelo futuro. Assim, precisa de se aventurar sem ter medo dos desafios e das incertezas. Não cabe às outras pessoas determinarem qual o melhor caminho para si. Dê-se espaço para fazer essa jornada única. Aprenda e cresça à custa da sua experiência na vida, não à custa da dos outros.
§ Para crescer pessoalmente, a experiência em primeira mão é importante: com algumas lições da vida, irá aprender melhor através da sua própria experiência, mas tem de passar por isso para entender. Quando aprender uma lição nova, pense, reflita e tire as suas próprias conclusões, para que consiga dar os seus próprios passos. Não permita que os outros, e as suas opiniões, o privem da sua experiência.
§ A intuição não precisa de aprovação: quando precisar de tomar decisões, deve tratar os outros como secundários. Porque alguns deles querem evitar que concretize os seus sonhos. No entanto, por mais convincentes que possam parecer, a sua voz interior é muito importante, preste atenção a ela. Aprenda a confiar nos seus instintos.

*Via (tradução minha)

You Might Also Like

  • Ana 10/06/2013 at 02:21

    Sim, claro que sim a tudo, mas…. como chegar lá? Onde está o post que explica como reconhecer a opinião própria e a valorizar sem pensar na aprovação?

    • Isa 10/06/2013 at 02:34

      :) rodeia-te de pessoas que gostem de ti, mesmo, de coração, que queiram o melhor para ti, e não apenas que sejas uma extensão delas, que te lembrem de quem tu és, verdadeiramente, lembra-te de coisas que conquistaste, sozinha, à tua custa, à custa da tua determinação. E, mais importante e fulcral de tudo, tenta perceber de onde vem essa necessidade, qual a origem. Honestamente, acho que só lá

    • Ana 11/06/2013 at 03:08

      Já com alguns anos de terapia e reconhecendo alguns 'porquês', diria que estou na fase da integração, tentando muito ter uma vida melhor. Mas como 'a consciência não é um atributo', nesta altura em particular as tuas palavras foram uma ajuda preciosa. Vou guardá-las para memória futura. Obrigada ;) Beijinhos.

    • Isa 11/06/2013 at 03:12

      :) que bom. E se estás na fase de integração, então o pior já passou :)
      + beijinhos ;)

    error: Content is protected !!