Uncategorized

Da manipulação

11/12/2011
Uma vez disseram-me, a propósito de alguma coisa que não me lembro, isso só é assim se vires um dos intervenientes como vítima. Acho que o que a pessoa tentava esconder era uma certa falta de caráter, mas seja como for aquilo fez-me pensar. Depois lembrei-me da frase da Marli, que diz: não, ele não fez porque você deixou, ele fez porque é um filhodaputa. E aqui é que está. Independentemente de ser um pouco neurótico dividir o mundo entre dominadores e dominados, e de isso servir a ambos, ninguém está em desvantagem, a vítima sente-se otimamente no seu papel, a verdade é que nem todos somos manipuladores da mesma forma. Uma coisa é manipularmos o outro, às vezes sem nos darmos conta, para que ele goste de nós. Outra é manipulá-lo, de acordo com o que conhecemos ou não dele, para arrancar qualquer coisa em benefício próprio. Ao primeiro aumentamos-lhe a vaidade e damos-lhe a entender que tem uma importância que na verdade sabemos bem que não tem, tirando vantagem disso, muitas vezes, prejudicando-o, a esse, que pode ser nosso amigo de uma vida. Isto é falta de caráter, o primeiro é carência e algum egocentrismo… Ou medinho de perder o emprego…

You Might Also Like

error: Content is protected !!