Uncategorized

Da solidão

17/09/2008

A solidão alheia faz-me impressão. Principalmente nas pessoas mais velhas. Há as que fizeram merda uma vida inteira, magoaram e fizeram o diabo a quem lhes esteve próximo, e essas se calhar merecem apodrecer sozinhas. Mas há as que não fizeram mal a ninguém, excepto talvez a elas mesmas, e essas, essas dão-me pena. E se calhar até nem estão, mas sentem-se sozinhas. Podem até parecer loucas, alucinadas, mas se calhar estão apenas sozinhas. Há muita gente sozinha por aí, que vive casamentos duradoiros ou que se camufla de relações ocasionais, cibernéticas, vazias. Gente nova, com muito pra dar e receber. É verdade que antes só do que mal acompanhado, como diz o povo. Mas da solidão à loucura vai um passinho apenas. E esta merda, qualquer dia, está transformada num sanatório a céu aberto. E isso, parecendo que não, pode ser contagioso…

You Might Also Like

error: Content is protected !!