Uncategorized

David, esse lindo.

29/07/2015

Ao olharmos para ele o que vemos é calma, um certo mistério, como se fosse impossível adivinhar o que lhe passava pela cabeça, jamais lhe vemos um sinal de dúvida, de como é que eu consegui isto, muito menos um sinal de vitória. Ao mesmo tempo, sentimos um certo desprezo, não no sentido de: isto não foi nada, de falsa modéstia, mas no sentido de: isto não muda a minha vida, sou o mesmo, com as mesmas dúvidas, os mesmos anseios, as mesmas questões, a mesma vida de sempre. É natural, vem de dentro, não é uma tentativa de autoconvencimento. Está em modo zen, tranquilo, como se tivesse sido abduzido por algo divino, nota-se sim uma presença divina, os heróis são semi-deuses, ao mesmo tempo a sua humanidade é indubitável, é como se estivesse a pensar: anda lá com isto que eu tenho um Golias para derrotar, , nem que fosse o que morava na cabeça dele, sem que por isso se veja o mínimo sinal de impaciência, apenas de uma ligeiríssima apreensão. Como se soubesse que os seus pares precisassem de um herói para dar sentido às suas vidas, mas esse papel não tomasse conta dele, fazendo-o esquecer que era humano e que só com a ajuda de Deus a sua vitória foi possível. Ao mesmo tempo, com consciência de que foi ele o escolhido, foi ele quem venceu Golias e por isso algumas das suas características pessoais pesaram na decisão, como quem diz: a ajuda de deus é fundamental, mas só ela não chega. Características essas que, agora, depois da vitória sobre Golias, fazem dele um homem, com responsabilidades perante um povo, uma civilização inteiraFazemos o que tivermos de fazer, o melhor que soubermos e pudermos, e o resto, Deus cuida.

IMG_1104

You Might Also Like

error: Content is protected !!