Dia 0 – #DezDiscos

29/04/2020
Dia 0 – #DezDiscos

Faltaram os Rolling Stones, que me acompanham desde os 12 anos, foram o primeiro concerto grande da minha vida, e o primeiro em estádio, em Lisboa, falei nele dois meses. Um antes e um depois.

E ainda acho o Mick Jagger o maior;

Os Beatles, os Violent Femmes, os Pixies, o Prince, tardio, mas em grande força, o Bowie, os Cure, a Amy Winehouse e sua versão solar, a Lianne La Havas, o Jamiroquai, a Shanaya Twain, o Stevie Wonder, os GNR, os Kid Abelha, a Lisa Stansfield, os Legião Urbana, o Lulu Santos, os Lloyd Cole and the Commotions, os Abba, os Happy Mondays, o Tom Waits, os REM, os Clash, os Stranglers, a Gal, a Adriana… Os Queen e o George Michael, muito mais depois de mortos…

O António Variações, por quem era absolutamente fascinada aos dez anos. Lembro-me de um videoclip dele, em tronco nu, a dançar, e de não conseguir desviar os olhos dele, tão diferente e tão feliz…

E dezenas e dezenas de outros.

Portugueses, brasileiros (durante praticamente todos os 30s e início dos 40s…), mas sobretudo anglófonos. Quem me tira um sotaque britânico perfeito, tira-me quase tudo…

Tinha de haver um Dia 0

Dentre eles, e só para quebrar mais uma regrazinha, escolho os Pet Shop Boys, que ouvi sem parar num momento tão único da minha vida que lhe dediquei um livro.

Os Pet Shop Boys são 90% da banda sonora desse processo.

Aqui fica o último disco, lançado em Janeiro. Não tem nenhuma das músicas referidas no livro, mas tem Dreamland e Only the Dark.

Dificilmente duas músicas da mesma banda falam tanto sobre mim e a polaridade psíquica que me mantém viva e sã.

Não consigo escolher uma.

Pois a tentativa de domínio de uma sobre a outra tem-se revelado mais prejudicial do que apaziguadora.

E uma vida com um mínimo de autenticidade, que é o que procuro fazer da minha, muito mais do que felicidade, busco viver com sentido, não tem outro remédio senão aprender a conviver com as duas polaridades, todas as suas versões e tudo o que contêm.

Mas deixo um verso da última:

Don’t be scared, because only the dark can show you the stars…

error: Content is protected !!