Uncategorized

E depois é só criar…

18/12/2011
O bom de lidar quase automaticamente com as sombras, a consciência é um caminho sem volta, é que ao fim do terceiro dia a embirrar com alguém, começamos a olhar pra dentro à procura da cena.
O bom de trazer algumas sombras pra luz é que elas deixam mesmo, mesmo de nos incomodar. É por isso que temos de soltar o nosso querido Mr. Hyde de vez em quando…

Escrever é das melhores terapias. Dizem os holísticos que materializamos as coisas, que elas tomam forma e se enchem de poderes ocultos que, vagueando apenas nos meandros do nosso imenso e emaranhado cérebro, não teriam tanta forma. É como se lidássemos automaticamente com a coisa sem termos de a encarar à bruta. Se deixarmos o braço correr, mesmo que doa, é perfeito. Quando começa a doer é o lado esquerdo do cérebro, o da lógica e da razão, assustadinho porque o subconsciente está a tomar as rédias da coisa.  E é nele que as sombras se escondem. O lado esquerdo gosta de ter o controlo. Mas é um falso controlo… O Self esconde-se no coração, o ego na cabeça e na razão e a persona no físico, no social.

É dos melhores e mais eficazes exercícios que conheço. E serve prás artes, pra dança, pra qualquer forma de expressão criativa e artística, seja ela artesanato ou costura… A pintura, por exemplo, está cheia de exemplos de manifestações do subconsciente dos artistas…

You Might Also Like

error: Content is protected !!