Traduções de Artigos de Psicologia

É o único a esforçar-se no vosso relacionamento?*

10/06/2013
Os relacionamentos dão trabalho e é frustrante quando sentimos que somos os únicos a esforçar-nos. Se é você quem está a esforçar-se em exclusivo pelo relacionamento, é fácil tomar uma atitude sem ter de partir para aconselhamento. Aqui fica o que fazer para envolver o seu parceiro e parar de carregar o fardo todo às costas, sozinha:
· Fale com ele: em vez de sofrer em silêncio, mexa-se e fale com o seu parceiro. Explique como sente que é a única pessoa a fazer pelo relacionamento. Falar com ele fará com que pare de meter tudo para dentro e, em silêncio, se ressentir por isso. Dá uma oportunidade para que haja mudanças. Se não disser o quanto isso a incomoda, ele não saberá como fazer melhor.
· Dê exemplos: não afirme coisas vagas, generalizadas, tipo: “Nunca fazes um esforço” ou: “Sou sempre eu a fazer o trabalho todo”. Em vez disso, tente dar exemplos específicos do momento exato em que sentiu que era a única pessoa a esforçar-se. É mais provável que ele mude o comportamento e comece a fazer um esforço, se der exemplos concretos.
· Peça coisas específicas: baseie-se nos exemplos que deu e dê um passo em frente no sentido de  começar a pedir coisas específicas. Por exemplo: “Seria ótimo se planeássemos uma noite por semana para cada”. Ou: “Adoraria que reservasses uma noite deste mês para jantarmos com as nossas famílias”. Dar exemplos concretos de coisas que gostaria que ele fizesse, para que lhe seja mais fácil levá-las a cabo.
· Diga-lhe como isso a faz sentir: ele pode achar que não é nada do outro mundo o facto de não se esforçar muito pelo relacionamento, mas pode mudar de atitude se souber que a magoa ou que a faz sentir-se negligenciada. Ajude-o a entender que a falta de esforço dele tem um impacto em si.
· Elogie quando ele faz a coisa certa: quando o seu parceiro começa a fazer mudanças e a fazer um esforço, elogie-o por isso. Reforço positivo fá-lo-á sentir-se bem e que está no caminho certo. Também o incentiva a continuar.
· Não deixe inflamar: se ele não está a fazer um esforço ou a mudar da forma que esperava, faça-o saber o quanto antes. Ficar em silêncio só fará com que o seu ressentimento aumente. É melhor falar logo antes que se torne num problema gigante.
· Descubra o que está por trás: falar com ele vai ajudá-lo a perceber por que motivo não está a fazer um esforço maior pelo relacionamento. É apenas preguiçoso ou não sabe o que fazer num relacionamento? Ou será que não está da mesma forma que você, no relacionamento? Não conseguirá trabalhar a verdadeira questão se não entender de onde ela vem.
· É consigo? Antes de atribuir toda a culpa ao seu parceiro, dê um passo atrás e veja se é parte do problema. Talvez você seja a única a esforçar-se por gostar de se manter no controlo. Pode ser que não lhe tenha dado a oportunidade de participar e o tenha assustado, fazendo-o parar de tentar, se você reagiu de forma a tomar as rédeas do relacionamento, logo no início.

*Via (tradução minha)

You Might Also Like

error: Content is protected !!