Uncategorized

Em trânsito

25/06/2012
Amiga levar-nos ao aeroporto, charlar até mais não poder, parece que vamos caminho das aulas, ao encontro do Guilhermoso, esse lindo, e não a caminho do aeroporto. Coisa boa, carona de amiga querida.
*
O povo pode esperar na sala de embarque ou encafuado dentro de um avião, onde vai ter de ficar 10 horas, no mínimo. O povo prefere esperar horas na fila de embarque e dentro de um avião, e atrapalhar o embarque dos outros passageiros. A Ibéria, inteligentemente, separou as filas por números mais atrás e números mais à frente, e os que ficam nas últimas filas entram primeiro, porque não adianta dizer para se aproximarem primeiro, os passageiros que vão ocupar os lugares lá de trás…
*
O logo da Ibéria já não é amarelo e vermelho, é vermelho e cor de burro quando foge. Aí está o poder do mercado, a adulterar, inclusive, símbolos nacionais, nomeadamente, as cores da bandeira espanhola, que identificavam que a Iberia era Iberia.   
*
Gostava de saber qual é o amaciador – eu ainda sou do tempo em que nos referíamos aos produtos de higiene em português, não em espanhol – que os gajos usam nos aviões, o meu cabelo sai sempre baixinho, penteadinho e lindo, dos vôos de longo curso.
*
O espanhol, provavelmente a língua ocidental mais feia do mundo todo, dá-me vontade de rir. Jamais conseguiria ter uma conversa séria com um hermano. O PA do comandante estava todo f*dido, não se percebia nada do que ele dizia em espanhol, que fará em inglês. Ri-me sozinha bem muito. Os gajos acham que se falarem rápido as pessoas não percebem que eles falam espanglês. Mas deu pra perceber uma coisa, a rota: São Paulo, BH, Natal, não sei quê, não sei que mais, Sal… É de grande utilidade, não vá uma pessoa querer ver as vistas…
*
A diferença entre um avião TAP e um Ibéria é o grasnar constante, ininterrupto e monocórdico dos espanhóis, pqp…
*
Devo ter dormido no vôo SP-Madrid, mas não me lembro. As putas das poltronas cada vez têm menos espaço e são cada vez mais duras. Lembro-me de ter enfiado um comprimido goela abaixo, antes isso do que correr toda a gente à chapada, dada a crise de abstinência de nicotina, e de ter acordado ainda o avião estava escuro. Devo ter dormido, sim, mas não 8 horas, como mandam as regras e como me dizia a dor de cabeça que se instalou. É muito tempo, muita falta de posição, e as viagens são caras que só a porra.  
*
Em Barajas, quatro polícias passeiam-se num carrinho daqueles que levavam as macas pra resgatar os futebolistas acidentados, dentro de campo. Espero que não sirvam para correr atrás de ladrões e terroristas, porque mais valia irem a pé… Devem ter comprado os carrinhos aos estádios, porque os jogadores agora são outra vez carregados no lombo.
*  
Falam comigo em espanhol, respondo-lhes em português do Brasil, o meu cérebro é uma massa líquida e disforme, quase verde, espalhada por todos os lados, a funcionar nos mínimos, de tanto cansaço.
*
Já nem no aeroporto de Madrid se pode fumar, este mundo está perdido…
*
Horas várias em Madrid à espera do voo para Lisboa. Ah, e tal, não foste passear? Nem morta, às 11 da manhã Madrid já era um verdadeiro forno. Fora isso, para mim ainda não eram 7, coisa que não combina com os meus horários de artista. A essa hora não sei nem como é que me chamo… Estava com um mau humor dos infernos, com sono e com uma dor de cabeça descomunal. 
*
Os gajos podem até jogar melhor à bola que nós, mas não há pilotos como os da TAP, não há…
*
Em compensação, no aeroporto de Lisboa, entre uma mala e outra, pode-se fumar, cada vez estamos mais civilizados.
Os preços compensatórios do freeshop são o maior mito urbano da história da aviação civil.
*
Céu completamente azul, céu enorme, sem fim. Quase morta, olá, Lisboa. 

You Might Also Like

  • Pusinko 25/06/2012 at 06:54

    Estive aqui a rir com desgraça alheia pelo modo como descreves a ti e ao mundo a partir do mau humor… agora chegaste e é o que importa.

    Iberia, a companhia mais estúpida entre todas as que lidei. Desde que me forçaram a pagar outro bilhete no check in por eu não ter comigo o cartão de crédito da 1a reserva, só me apetece que nasçam pinheiros à rectaguarda do staff, accionistas,

    • Isa 25/06/2012 at 15:23

      Sim, a mim tb me fizeram pagar excesso de peso uma vez, coisa que nunca, nunca conteceu na TAP

      Valeus!
      Bjo

  • ritix 25/06/2012 at 09:23

    odeio aeroportos, aviões e espanhois, pelo menos até ao jogo (dependendo do resultado, uns dias mais).

    PS: bem vinda

    • Isa 25/06/2012 at 15:23

      Cheers ;)

  • Mariam 25/06/2012 at 09:53

    Bem vinda!
    Aqui na terra estão jogando futebol, não tem samba, mas tem show e rock and roll (o maior, in Rio, já acabou), mas o que eu quero é te avisar que a vida aqui está preta :-)

    • Isa 25/06/2012 at 15:25

      Brigada, fico pouco tempo, não há perigo de contágio ;))
      Bjo

    error: Content is protected !!