Artist Date

Feminismo à medida

16/11/2017

Porque o feminismo é o que uma mulher quiser, e tem múltiplas faces, dates vários para todos os gostos. Femininos e feministas.

Primas Corleone in Da House

Artist’s Date 314/365 – Wear Paint a Silk Sarf (13 Nov.)

*

Mais simbólico do feminino do que uma floresta é difícil.

Na impossibilidade de lá me deslocar, gamei a foto à Lisboa Live. Fica em Sintra, uma das mais bonitas florestas que conheço, que inspirou Byron e Andersen. E a mim – com esta linha de comboio para a praia das maçãs – desde que me conheço. Somos senhoras da floresta, da natureza e da magia. Somos as netas das bruxas que o patriarcado não conseguiu queimar. E não precisamos que ninguém nos diga como ser feministas e femininas. Isso é controlo, que é precisamente uma das mais torpes características do patriarcado.

feminismo
Artist’s Date 315/365 – Walk in the Woods (14 Nov.)

Era um joguinho simples, barato e que nos entretinha por horas. O dos saquinhos de arroz, cinco, mais precisamente. Fui muito feliz a jogar Jacks. 5 Marias no Brasil. Mas já não me lembro das etapas…

Artist’s Date 316/365 – Play Jacks (15 Nov.)

*

Andava desde que me mudei para a praia, há dois anos e meio, para fazer daquelas cadeiras azuis horríveis de escritório, onde sento a bunda para trabalhar, uma coisinha com um aspeto mais apresentável. Cortei e separei o tecido, que jazia desde então nas costas da cadeira, à espera que o mandasse adaptar à medida. Hoje, improvisei. Pu-lo assim mesmo e colei-o com fita adesiva que cola até cientistas ao teto. Até a jeitosa da Inês vir cá a casa e mo pôr em condições.

Artist’s Date 317/365 – Decorate Paint a Chair (16 Nov.)

You Might Also Like

error: Content is protected !!