Uncategorized

Fidelidade

10/04/2012
As pessoas fazem merda, cometem deslizes, são infelizes nos seus comentários, têm dias maus, sono e fome. São carentes, sofrem de falta de atenção, têm lá as suas coisinhas. Uma coisa é isso ser esporádico, outra é fazermos disso um modo de vida. Os primeiros pedem desculpa e a vida segue, os segundos, os que não prezam o suficiente para valorizar, são orgulhosos o suficiente para não pedir desculpa, não se querem tratar, não querem melhorar de vida, a sua, bem entendido, e acham que o outro tem de aturar tudo, chuto na bunda. Não há maus tratos na infância, falta de carinho expresso, que desculpe. Isso só serve para manipular o outro, que não é padre nem médico, pra aturar essa merda. O povo acha que pode seguir vivendo a fazer merda com os seus só porque estes o aturam. Não pode. Os seus também se cansam. Os seus também sabem que a falta de caráter não tem cura. O mau caráter menos ainda. Caridade cristã my ass, temos todo o direito de nos proteger dessa gente. Mais tarde ou mais cedo acaba, não há relacionamento que resista. Nem mesmo o familiar. A fidelidade, como tudo o resto, é uma via de mão dupla.  

You Might Also Like

  • Carol 10/04/2012 at 08:29

    sem tirar nem pôr

  • S* 10/04/2012 at 09:40

    Gosto de acreditar que as pessoas ficam mau carácter por causa da falta de educação, algum trauma ou assim… mas não, há gente que é má somente porque é má.

    • Isa 10/04/2012 at 14:30

      eu cansei dessa desculpa que damos a nós mesmos, S*. Todos nós temos a capacidade de escolher. escolhe ser escroque, entao foda-se.
      nao falando nos psicopatas, esses sao maus mesmo, mesmo. sem sentimentos.

  • Mariam 10/04/2012 at 11:24

    Eu sinto isto, em género, número e grau. São doentes mentais que cansam, esgotam, mas admiram-se quando são deixados a falar sozinhos.

    • Isa 10/04/2012 at 14:31

      exatamente, admiram-se, eu fico doente com isso…

  • Bluebluesky 10/04/2012 at 14:32

    É sim senhor. Eu tenho mau feitio às vezes, juro que tenho, e tenho também uma certa pena por não lhe ser imune. Mas nunca deixarei nem que ele se apodere da minha vida inteira, nem que ele se sobreponha a nada. Muito menos aos que me são queridos e me aturam nesses (escassos) dias de cão.

  • error: Content is protected !!