Fora da Caixa – Além do Horizonte

11/12/2013

“Há espaço para mim, que não sou casada, não tenho filhos, não tenho um trabalho das 9 às 5, não uso saltos altos, é uma questão de princípio, e raramente me maquilho. Há espaço para mim e eu, tal como o Rei Jorge VI, tenho uma voz.

*

A primeira etapa é sair de onde você se encontra, seja qual for esse lugar. É preciso ir embora porque o ambiente é repressivo demais e você tem consciência de que está inquieto e ansioso para partir.

Larguei tudo para trás e vim para São Paulo. Uma cidade com mais pessoas do que o meu pequeno país poderia comportar. Portugal tem pouco mais de 10,6 milhões de habitantes, Lisboa tem cerca de 500.000 e uma área metropolitana envolvente, que ocupa aproximadamente 2870 km2, com cerca de 2,8 milhões de habitantes. Alguns deles são pendulares, pessoas que usam a cidade para trabalhar e voltam para as suas cidades dormitório. Em São Paulo esse conceito não é muito claro, há periferia e a cidade divide-se em Zonas. Movimento-me pelas zonas Sul e Oeste. É quanto baste. O mais comum é ouvir de um paulistano: “não conheço, nunca fui a esse bairro”. São Paulo é gigantesca, só a cidade tem 1.530 quilómetros quadrados de área e 10.886.518 habitantes. Com a região metropolitana, ou seja, os 38 municípios que circundam a capital, a população chega a aproximadamente 19 milhões de habitantes. É a maior metrópole financeira, gastronómica e cultural da América Latina e uma das maiores e mais populosas do mundo. São Paulo, uma cidade violenta, cheia de sombras para trazer para a luz. Mas isso viria a descobrir aqui…”

In: Fora da caixa – Além do horizonte”, Isabel Soares.

error: Content is protected !!