Gabor: adição e trauma

06/10/2021

Gabor é o maior a falar sobre adição. Nesta conversa com Russel Brand, que aprendi a respeitar imenso, supera-se. Não só a voz continua muito agradável de se ouvir, tudo o que diz ser digno de um verdadeiro sábio, mas, acima de tudo, o que revela sobre a relação entre adição, artistas, criativos (músicos, escritores…) e sensibilidade.

“The more sensitive you are, the more creative you are going to be; and the more sensitive you are the more you’re gonna suffer as well, because you’ll feel the pain more. Therefore, the more you’ll feel the need to escape. And that escape from pain is what drives addictions”. 

E sobre o trauma. Sem vitimismos.

Quanto mais ignoramos e negamos o trauma, mais o perpetuamos e o impomos aos outros, para que também o experienciem.

Por esse ser o mundo que conhecemos, emocionalmente, pelo menos.

Reconhecer o trauma e o que fazer com ele, assumindo responsabilidade pela nossa vida. Não somos o que fizeram de nós, mas o que fizemos com o que fizeram de nós.

“Quanto mais reprimidos, mais recompensados são pela sociedade, que lhes atribui mais e mais poder. Esse é o sinal de uma sociedade traumatizada”.

Trump, Hilary, Obama, Thatcher, Blaire.

error: Content is protected !!