Uncategorized

Guilty!

24/03/2011

Curiosamente, contudo, a culpa apoia o ego; ela me faz sentir que aquilo que aconteceu é “meu”, levando a minha falta a ser atribuída diretamente a mim. A culpa impede que as coisas que dão errado fiquem no nível dos eventos ruins ou infelizes; estes se tornam problemas que o ego tem de resolver. Assim, ela serve ao ego e fortalece o seu controle, permitindo-lhe até estender o seu alcance a eventos reais mediante o sentimento de “responsabilidade”. “A Tipologia de Jung”, Marie-Louise V. Franz/James Hillman

You Might Also Like

error: Content is protected !!