Uncategorized

La Bella Itália – O Adriático que me aguarde…

10/08/2015

Outra coisa a assinalar nos encontros com a sombra é o facto de nos confrontarmos com ela na presença dos outros, sejam eles família, amigos, conhecidos ou até mesmo estranhos. a sombra não escapa de nós e nós não escapamos dela. Estar com alguém 24h por dia é assustador, nas viagens, por todas as provações já faladas, pode ser ainda mais, independentemente de haver imensas distrações. É importante viajar com alguém que tenha afinidades connosco, que goste de fazer as mesmas coisas que nós, mas talvez o mais importante seja viajar com quem gosta de nós, de coração, mesmo que tenha menos a ver connosco do que quereríamos, gostaríamos ou esperaríamos. Basta que tenha a tolerância de quem ama e que não se ofenda com o facto de sermos diferentes e de querermos e gostarmos de coisas diferentes. Viajar com amigas de São Paulo que não via há um ano foi tranquilo e pacífico. E se não tivesse servido para mais nada, esta viagem a Itália já teria servido para isso. Para saber que é possível viajar com gente completamente diferente sem que ninguém tente impor nada a ninguém e pacificamente se aceite as preferências de uns e outros, sem ficar preso a elas, ressentindo ter deixado de fazer alguma coisa.

A Italia é um país belíssimo e eu estou felizaça de voltar a querer redescobrir a zoropa. Esta coisa da antiguidade, dos séculos de historia, e até da religião e da fé, mexe demais comigo para esperar pelos 70 anos para querer conhecer mais. Ficou o bichinho, sul será a próxima viagem a este incrível país, que há de começar por Roma, que por si só me merece pelo menos três dias de visita e desfrute do bom, Deus e o Papa que me perdoem.

11707695_1638670933044951_4987721211607812833_n

Ciao, Italia, e a presto.

You Might Also Like

error: Content is protected !!