Uncategorized

Marca Registada*

02/07/2013

Não ostento marcas porque não gosto. Além do que ninguém me paga para isso. Mas tenho de admitir que sucumbo à qualidade de algumas. O mais discretas possível, de preferência.

Não gosto de marcas mas gosto de deixar a minha marca. Não uma marca de dor, tipo cicatriz. Nem uma marca de gloss no teu pescoço ou dos meus pés na areia da tua praia, porque essas leva-as a força das águas. Gosto de deixar uma marca que fique. A minha marca, com um círculo à volta. Um I em vez de um R, registado em ti para o resto da vida.
Gosto de saber que deixei a minha marca. Gosto de saber que a minha passagem pela tua vida não se tratou meramente de uma passagem. Gosto de saber que se tratou de um momento, fixo no tempo, que deixou marcas, das que ficam no coração e não na pele. Das que sentes na alma e não no corpo.
Gosto de saber que te marquei de tal maneira que ainda hoje me procuras mesmo fazendo questão que não saiba. Gosto de saber que nunca deixaste de o fazer. Que o fazes todos os dias, ou quase. Gosto de saber que queres saber de mim, ainda que não o assumas. E fico contente por isso. Por saber que deixei a minha marca em ti até hoje. Por saber que não foste só tu que deixaste a tua.
Gosto de saber que o momento te ficou gravado na memória. Gosto de saber que não me esqueceste, como eu não te esqueci. Gosto de sentir que acabou, ainda que não tenha havido propriamente um fim, se calhar também não houve propriamente um início.
Há muito que eliminei os teus vestígios da minha vida de todos os dias. Gosto de saber que não eliminaste os meus vestígios da tua vida de todos os dias. Gosto de saber que ainda pensas em mim. Que a minha presença dispara qualquer coisa em ti que faz com que o teu coração acelere. Confesso-te, também não consegui, ainda, eliminar-te por completo da minha cabeça.
Não gosto de não perceber porquê. Não gosto de ter de esperar que o tempo se encarregue de apagar a tua marca. Não completamente, eu gosto da tua marca. Mas chateia-me de morte que esteja ainda tão presente. Quero que fique mais esbatida, mais desfocada. Como que uma imagem distante, apenas. Para que, à simples menção do teu nome, possa reagir com um sorriso. De saudade.
Quero que saibas que gosto de saber que te perturbo. Que não gosto de sentir que também tu me perturbas, ainda.
Preferia que, da marca que me deixaste, só me tivesse restado apenas um sorriso. Ficas a saber!

@2006 (3 anos depois, é passado, morto e enterrado.) 4 anos depois, só restou isso mesmo, um sorriso.
*7 anos depois, volta a fazer sentido, só mudou o destinatário…

You Might Also Like

  • ana 10/03/2006 at 19:53

    Mai’ nada. Tá tudo mt bem dito. Sinto praticamente a mesma coisa. :-) Bom fds!!

  • ISA 10/03/2006 at 21:35

    :-D Grazie!

    Olha, vai lá responder no post do SLB faxavor… bjs

  • ana 10/03/2006 at 22:01

    é já a seguir ;)

  • maria 12/03/2006 at 21:55

    é engraçado como as pessoas sentem mais ou menos as mesmas coisas. Umas verbalizam e questionam outras não, mas as marcas essas são quase sempre semelhantes, registadas ou não. Armani, ou Dolce Gabanna…

  • ISA 13/03/2006 at 00:59

    Ou até mesmo Prada!!! ;-)

  • maria 13/03/2006 at 01:01

    ou Prada…;)

  • rita 13/03/2006 at 10:44

    LINDO!
    Porque um gajo tem de se assumir… Diria mesmo, pq quem se assume teu amigo é. ; )
    Ao contrário do que pensaste qd conversámos, acho que este texto é de uma enorme coragem, que não é para todos, e que cada vez mais admiro e valorizo as pessoas que se assumem, sem medos, no matter what!
    Um ganda beijo!

  • ISA 13/03/2006 at 11:33

    Ora se o próprio do capitão furillo assumiu, pq é que eu, uma simples bengaleira, n haveria de assumir???

    coisa mai linda!!! grazie tanti. baci mille!

    (só por causa disso vou já pô-lo à frente do simãozinho…)

  • rita 13/03/2006 at 11:49

    : D
    bjs

  • Mipo 13/03/2006 at 11:58

    bem dito, sim senhor! Muitas de nós assinariamos por baixo!

  • ISA 13/03/2006 at 14:40

    já dá aquaise pra fazer uma petição, tipo: faças o que fizeres, aconteça o que acontecer, deixa sempre a tua marca!

    já o material a usar, deixo ao vosso critério, que isto cada um sabe de si…

  • error: Content is protected !!