Uncategorized

Mete-me cá um nojo…

07/07/2005

Mete-me cá um nojo esta moda agora da produtividade e de que os portugueses não são produtivos…

Os portugueses que trabalham nas obras na Alemanha são produtivos. Os portugueses porteiros em França são produtivos. Há uma porrada de portugueses que vivem fora e que são, não só reconhecidos na sua arte, como bastante apreciados. Trate-se do negociante de relógios que os vende a preços exorbitantes na Suiça ou do cozinheiro mais refinado não sei onde, que é português. Do realizador, aquele que até se chama Mendes, fantástico que vive em Londres ou da produtora de cinema e documentários que vive nos EUA e é fabulosa. E como estes há muitos outros portugueses de sucesso, nas mais variadas áreas, cientistas, imagine-se… Vivem é fora de Portugal.

Ora, temos aqui qualquer coisa que não bate certo. Se os portugueses em Portugal não são produtivos o problema está nos portugueses, sim, mas em todos e não apenas no miserável que ganha 100 contos por mês.

Mete-me cá um nojo um gajo ter a lata de oferecer 160 contos, brutos, por mês e exigir o trabalho equivalente ao dobro do salário que oferece…

Mete-me cá um nojo um gajo ter a cara de pau de chamar pessoas para trabalhar e dizer-lhes que não lhes pode pagar…

Mete-me cá um nojo um gajo trabalhar que nem um escravo, a deshoras, vestir a camisola, facilitar até não poder e demorarem seis meses para lhe pagar. Depois de muito telefonema e muita gasolina gasta…

Mete-me cá um nojo um filho da puta aproveitar-se do dinheiro dos MEUS impostos, viver à custa de subsídios do Estado, de programas pagos por MIM, contratar pessoas e, depois de lhes ter proposto um ordenado mais do que vergonhoso, com a falsa promessa de aumento, simplesmente não lhes pagar? Exigir e não lhes pagar? Passarem-se anos e NUNCA lhes pagar?

Mete-me cá um nojo a chantagem, o abuso de poder, a desonestidade de quem faz com que o gajo que trabalha que nem um escravo, que não sabe quando lhe vão pagar, quase se sinta grato por trabalhar. [Eu devo o quê à empresa afinal? A empresa é que me deve a mim. E aos outros que lá trabalham.]

Mete-me cá um nojo o aproveitamento da crise no emprego para se oferecer o mínimo possível e se pedir o máximo possível, incluindo abdicar da família em prol da empresa.

[Fónix mas é a empresa que me vai levar ao hospital quando fico doente? É a empresa que me faz festas na cabeça e me diz que vai ficar tudo bem antes de ser operado?]

Mete-me cá um nojo que o importante seja sair às 9 da noite, independentemente de se ter estado no MSN a conversar com os amigos em vez de trabalhar e se calhar é por isso que se sai às 9… Mete-me cá um nojo que o gajo que tem o desplante de sair às 7 da tarde, depois de ter chegado às nove da manhã, seja olhado com desconfiança: mas onde é que vais tão cedo? É crime ter vida pessoal e eu não sabia…

Mete-me cá um nojo que me falem de produtividade quando há por aí muito inútil a ganhar salários milionários e tantos outros, bem úteis, a fazer trabalho de merda, com salários de merda…

Mete-me cá um nojo que se exija o mesmo e mais sem que as condições para isso acompanhem tal exigência. […]

Enquanto se continuar a tratar as pessoas como se trata, enquanto se achar que se é mais esperto do que o outro, enquanto permanecer esta mentalidade de merda, que faz com que não tenhamos onde cair mortos mas ainda assim embora lá gastar milhões com um TGV, que não nos faz falta, e com um aeroporto, que pode esperar, tudo por causa desta nossa necessidade paranoicó-compulsiva de mostrar. De mostrar aos espanhóis como somos bons e ao resto do mundo como temos um aeroporto tão grande como Frankfurt.

Enquanto vivermos e governarmos apenas para alimentar a necessidade de um protagonismo doentio, enquanto, enquanto, enquanto… não há aumento de IVA, venda de património, cortes nos benefícios fiscais, de saúde e do que calhar que resolverão o problema do défice. E o da produtividade. E o do mal-estar geral e da depressão crónica.

Pois é, o problema da produtividade está onde? Em quem? Porquê?

Mete-me cá um nojo que me tentem atirar areia para os olhos…

You Might Also Like

error: Content is protected !!