Uncategorized

Mind the Gap

03/02/2014

Nós não “temos/aceitamos o amor que achamos que merecemos”. Nós…

You Might Also Like

  • Elaine 04/02/2014 at 09:56

    Mas antes de conhecermos, temos aquele que achamos que é amor, talvez oriundo de exemplos distorcidos, de terceiros ou nossos mesmos, e como demora para criarmos o nosso modelo perfeito e próprio daquilo que queremos… porque é mutante, fugidio, e mudamos de ideia o tempo todo :-)

    • Isa 04/02/2014 at 11:49

      sim, o que conhecemos muitas vezes é o que achamos que é amor, o exemplo de amor que nos foi dado ao nascer, ao sermos criados, que em mtos casos não é de todo amor, é sei lá outra coisa qualquer. a gente segue o modelo, é o diabo…
      :) sim, é maior, não é só um amor, é um amor adaptável :D

    error: Content is protected !!