Uncategorized

Move to trash

21/02/2011

Qualquer fundamentalismo, qualquer radicalização, qualquer rigidez de pensamento não passam de tentativas desesperadas de definir regras para viver que, acreditamos nós, nos protegem. Descubro que não, que nos afastam mais e mais, que nos atiram para as profundezas da Caverna. Que nos tornam mais frágeis do que nunca. Não resultam, não aturo mais. Nem as minhas… Vivo à espera do click, nesse hiato entre as definições que fui formulando na minha cabeça e o vazio que entretanto se instalou e que há-de ser preenchido um dia. Por um sorriso, por sucessões de sorrisos…

Só aguento as do Tim Maia, no Racional, porque a música supera largamente qualquer tentativa pra lá de óbvia de evangelização.

Sempre que isso não acontece, sempre que as palavras se sobrepõem à música, atiro-a para o lixo, sem dó nem piedade, muito menos com problemas de consciência, com todo o respeito e muita compaixão…

You Might Also Like

error: Content is protected !!