Uncategorized

Na vida como no cinema

15/08/2011

Memento: nós acreditamos no que nos convém acreditar. Ignoramos, tentamos apagar o que quer que seja que interfira com isso. É com isso que vivemos, é isso que nos mantém vivos e com vontades. É isso que nos faz ficar onde quer que seja que queiramos ficar, é isso que nos faz andar para onde quer que seja que queiramos andar. É a auto-ilusão que nos mantém vivos. Cada um com a sua, todos temos uma, ou várias, todas coerentes umas com as outras. Até que não nos sirvam mais. Aí arranjamos outras. Todas constituem motivos para viver e só nós somos capazes de destruir as nossas auto-ilusões…

Há ainda que contar com ele, com o instinto de sobrevivência, bem mais relevante, decisivo, importante do que o valor que lhe atribuímos, com a mania que somos superiores só porque somos humanos. Sem instinto de sobrevivência, próprio dos animaizinhos, dos outros, estaríamos todos numa outra dimensão. ‘Tá tudo certo…

Imagem

You Might Also Like

error: Content is protected !!