Uncategorized

Não há paciência pro cinema asiático

28/05/2012
Estou a ver um filme do Kurosawa desde ontem e já o parei cerca de 27 vezes. O filme é de certa forma humanista, apesar de versar além da conta sobre essa dicotomia bem americana dos bons e dos maus, digna de uma criança de, vá, 7 anos, o que o torna não tão humanista assim… No fundo, no fundo, resume-se a isto, não sendo muito fã do Kubrik, reconheço-lhe a genialidade, mas a escolha dos temas mexe-me demais com as entranhas…, subscrevo-o: não há história que não se conte numa hora e meia. E acrescento: tudo o resto é punhetagem ou falta de discernimento, na boa e pardon my French…

You Might Also Like

  • João Pedro Lopes 28/05/2012 at 21:41

    é a tentativa da chico-espertice e de querer parecer diferente :) subscrevo a tua subscrição. e também a velha máxima de que o espectador se conquista nos primeiros 10 minutos (essas 10 páginas cruciais do screenplay). se tens de o parar e recomeçar muitas vezes é quase tortura ter de o ver até ao fim.

    • Isa 28/05/2012 at 21:43

      :) parei para continuar, nao para recomeçar. e sim, nao vi os últimos 25 minutos, duas horas e meia de filme, tem de ser muito, muito bom, nao era o caso ;)

  • Diana 29/05/2012 at 00:28

    Ainda bem que avisas. :)

    • Isa 29/05/2012 at 00:45

      o filme tem uns anos valentes já, mas putz, que secura, credo…

  • SS 30/05/2012 at 14:34

    não percebi a ligação para o kubrick. De facto o homem fez filmes algo longos, mas achas mesmo que os temas se reconduzem apenas a uma visão infantil do bom versus o mau?

    (sou fã do stanleyzinho…)

    • Isa 30/05/2012 at 19:40

      pq o kubrik dizia que nao ha historia que nao se conte numa hora e meia. so falei nele por isso. e os filmes asiaticos, nomeadamente este que estava a ver, sao grandes demais, este tinha umas duas horas e tanto, credo, nao ha paciencia :p
      quem reconduz para o bem e o mal é o filme que estava a ver, do kurosawa, americanizado demais pro meu gosto, por isso mesmo, essa coisa do bem e do mal.<

    • SS 31/05/2012 at 08:37

      ahahahaha o Kubrick dizia isso?? ahahahaha grande tótó, acho que não fez nenhum filme com menos de 1h30!!!

      mas olha que ele não é violento, que filmes viste tu? a laranja, ok, é violento, mas tenta o barry lyndon – um dos meus favoritos – mas que deve ter algumas 3h, ou o Dr. Strangelove (esse é curtinho, mas é a melhor sátira à guerra fria alguma vez feita e é um festim de excelentes

    error: Content is protected !!