Me and Mr Freud

Nem mártir, nem vítima, Dr. Freud.

15/10/2013
Toda a gente gosta de um bom sofredor, Dr. Freud. Só o sofrimento comove, gera empatia, desperta em nós o desejo de ajudar, para nos livrarmos da culpa, nos sentirmos melhor em relação a nós mesmos, nos sentirmos úteis e, acima de tudo, necessários e importantes. E bonzinhos, se sofrermos com os outros somos vistos como bonzinhos, sensíveis, e reconhecidos por isso, por oposição às bestas que não se comovem com o sofrimento alheio, esses frios sem coração.
Para não sermos vistos dessa forma, alimentamos o sofrimento alheio, contaminando-nos por ele, dando por nós não só a não ajudar, como a cair no buraco de um sofrimento que nem é nosso. Mas ao qual nos é imediatamente atribuída a culpa, se não nos atrevermos a solidarizar-nos, a ajudar… […]

You Might Also Like

  • Na Província 15/10/2013 at 09:11

    Lido, mal com "vitimas" muito mal, as coisas correm mal a toda a gente, uns numa fase outros noutra, não podemos é baixar os braços e ser logo vitimas, isso não.

    • Isa 17/10/2013 at 12:57

      tb não tenho muita paciência pra mimimi em demasia, não…

  • Elsa TR 15/10/2013 at 09:13

    Like a glove ;) Amei

    • Isa 15/10/2013 at 13:20

      :) é o diabo, minha querida… ;)

  • Auto-colante 15/10/2013 at 16:46

    Cada vez gosto mais do teu Serviço Público.
    <3

    • Isa 15/10/2013 at 17:02

      pô, serviço público? isso daí é criação, fia :p
      Bjo, lóbe u, cê sabe ;)

    error: Content is protected !!