Uncategorized

Nivelar por baixo

23/09/2005

A coisa chegou a tal ponto que pagar a horas é motivo de orgulho. Antes, um gajo esfalfava-se a trabalhar, e no fim do mês, como toda a gente, recebia um salário correspondente ao trabalho feito. Hoje, para muito boa gente, CONSEGUIR pagar os salários no fim do mês, a tempo e horas, é motivo de orgulho.

Também para muita gente, principalmente para o dono, é motivo de orgulho trabalhar para a empresa que o próprio dirige e, por isso mesmo, devemos não só ter orgulho em executar trabalho escravo, como fazer tudo e mais alguma coisa porque afinal trabalhamos para ele – e não para a empresa, o que implica fazer favorzinhos pessoais de meter nojo – ou trabalhar de borla. DE BORLA. Porque já trabalhámos tanto para eles, eles já nos DERAM tanto trabalho que agora podemos fazer um trabalho de borla, para podermos depois continuar alegremente a trabalhar meses e meses a fio. Mesmo que ao fim de três meses ainda não tenhamos sido pagos pelo primeiro trabalho e pior, termos SEMPRE de chorar pelo que é nosso.

Mas o que me irrita mais, o que me deixa mais doente é isso mesmo. É um gajo acabar um trabalho dia 10 de Junho passarem-se 3 meses e meio e não ter recebido um tostão. E faz um gajo isto por dinheiro. Não só não recebeu um tostão como ainda tem de ligar dia sim dia sim a perguntar o que se passa. A pagar telefonemas do seu bolso porque os fdp que lhe devem dinheiro nem para isso estão. Para não falar no dinheiro das despesas que é SEMPRE adiantado pelo desgraçado que já ganha suficientemente mal.

O trabalho não tem valor. O que interessa é a empresa. O nome, a imagem, a marca e o bom aspecto. Se a gente não paga às pessoas, paciência, desde que continuemos a ter trabalho. Porque esses gajos, eles não se vão embora, sabem que no lugar deles haverá outros que aceitem estas condições, eu diria falta delas mas adiante, e piores.

Quanto? Olhe, desculpe, mas o senhor não tem vergonha de me fazer uma proposta dessas? Uma empregada de limpeza ganha mais do que isso, sabia? Há aqui pessoas a ganhar menos do que você. Acredito. E a ganhar mais também. Com certeza haverá mais pessoas a ganhar mais do que menos.

E o pior é que o primeiro exemplo vem do Estado. Há anos que se falou que se ia acabar com os recibos verdes no Estado, só pode ser piada… As associações sem fins lucrativos subsidiadas pelo Estado, portanto, todas, esperam séculos pela merda dos financiamentos. No entretanto há gente a trabalhar de borla para pôr projectos de pé. O Estado paga mal e tarde e a más horas.

Não há dinheiro. Põe-se a função pública a trabalhar mais e até mais tarde. Aumentos e progressões na carreira congelados. Os deputados vêem a sua situação de reformas vitalícias, milionárias para a maior parte do povão, adiado por 12 anos, DOZE, o tempo destes que lá estão as receberem para o resto da vida sem terem de mexer uma palha e quem venha atrás que feche a porta.

E por aí fora…

A nivelar por baixo desta maneira, tipo eu ATÉ pago a horas, e só se fala em produtividade? Um problema, discutido em Bruxelas e tudo: a falta de produtividade dos portugueses. E do Estado e das empresas péssimos pagadores, não se fala? Estando ESTE problema resolvido o da produtividade resolve-se por si só. É difícil perceber esta merda?

Só pode ser piada e de um mau gosto tremendo!!!

You Might Also Like

error: Content is protected !!