Uncategorized

O afeto é o alimento do Self

06/05/2012
Mães que criam filhos única e exclusivamente preocupadas com o que o mundo pensa deles, e delas, são mães que se preocupam apenas com elas próprias, e não com o bem-estar dos filhos, e com o que o mundo pensa delas, achando que ser aceites pelo mundo é a única coisa que importa. Os filhos serão única e exclusivamente adaptados ao mundo, sentindo-se uns miseráveis na sua individualidade, porque não aceite. Mães que criam filhos única e exclusivamente com medo deles, e delas, são mães que não preparam os filhos para o mundo e, que, afinal, não se preocupam tanto com eles assim, não lhes mostrando que há limites inultrapassáveis na vida em sociedade. 
E os filhos, por mais que doa a alguns pais, não são criação exclusiva sua. São produtos deles mesmos, da família, do contexto coletivo, do contexto do mundo. Aprendemos com Neumann que a agressividade está ao serviço da construção da individualidade, do ego, agressividade esta que a mãe aceita, controla e dirige, sempre que puder, sempre que possível. A consciência e o ego vão desenvolver-se e estruturar-se a partir do inconsciente coletivo, porque os primeiros são apenas potencialidades. 
Não há relações perfeitas, muito menos filhos perfeitos, tal como não há pais perfeitos, logo, não há pessoas de espécie alguma, de país nenhum, de civilização nenhuma, perfeitas, há relações possíveis, num mínimo de desconforto, num máximo de segurança. Os pais, ao serem pais, também estão a aprender como se faz, também não sabem, sabem apenas aquilo em que acreditam, o que acham importante, o que aprenderam e o que não desenvolveram.

Depois a gente cresce e resolve o que tem a resolver com quem de direito, se puder.   

You Might Also Like

  • Diana 07/05/2012 at 14:42

    A minha função com os meus filhos é educá-los o melhor que sei e traumatizá-los o menos que possa. Ahahahahahahah. Para os outros? F#d@-se (assim, com poucas letras, não quero que a tua Mãe pense que sou uma malcriadona), mas esta gente vive onde?

    • Isa 07/05/2012 at 15:30

      ahahahahahahaha, é uma cambada de gente louca, Diana :D

    error: Content is protected !!