Livre

O Amor a Portugal

26/01/2016

O poder desta melodia (Morricone), desta letra, deste refrão, desta voz, não está escrito. A música que me fez chorar copiosamente sem conseguir parar este fim-de-semana e, mais ou tão importante quanto isso, me fez fazer finalmente as pazes com a minha lusitanidade, aceitando-a como uma das mais bonitas e mais vitais partes de mim.

O dia há-de nascer
Rasgar a escuridão
Fazer o sonho amanhecer
Ao som da canção
E então:
O amor há-de vencer
A alma libertar
Mil fogos ardem sem se ver
Na luz do nosso olhar
Na luz do nosso olhar
Um dia há-de se ouvir
O cântico final
Porque afinal falta cumprir
O amor a Portugal
O amor a Portugal!

You Might Also Like

  • Anita 04/02/2016 at 23:16

    Muito mais que o hino, é música que mexe cá com o orgulhozinho de ser deste cantinho lindo ♥

  • error: Content is protected !!