Uncategorized

O poder transformador do perdão

30/04/2013

O que me escapou sobre o perdão foi o seu poder transformador. A capacidade de (nos) perdoarmos implica transformar um sentimento menos produtivo, como a raiva ou o ódio, a frustração ou o desgosto, num muito maior, absolutamente sublime, chamado amor. É esse o poder transformador do perdão, o de construir, e não o de destruir, como acontece quando nos mantemos presos à sombra do outro, que, muito provavelmente, também é nossa, ao invés de nos reconhecermos como seres falíveis, aceitarmo-nos como tal, nos libertarmos disso e seguirmos em frente, mais conscientes, mais humanos, mais completos, é para isso que serve o contacto com a sombra, mais fortes, por conhecermos as nossas emoções e o potencial criativo que nelas se esconde e que o nosso lado racional, o nosso ego, odeia, porque não controla.  

You Might Also Like

error: Content is protected !!