Livre

Obrigada, Cristiano.

12/12/2022

Sonhámos juntos com este campeonato do mundo, seria épico, final contra a Argentina e Portugal ganhar. O tira-teimas final. O último duelo entre Cristiano Ronaldo e Messi, o número que faltava na tua conta de campeão de records.

Não aconteceu. Não é importante.

Obrigada, por tudo quanto fizeste pelo futebol português e pela nação. Levaste Portugal aos 4 cantos do mundo, agora toda a gente sabe que existe e onde é, por mérito teu.

Só um homem verdadeiramente grande para pôr um país minúsculo no mapa do mundo da forma como o fizeste. Mais uma vez, os números não deixam margem para dúvidas.

Mas o que me encanta é a tua criatividade.

Qualificaste-nos para Europeus impossíveis

E a tua personalidade, a tua força emocional. Choraste em público, como um homem, quando tiveste de abandonar a final do Euro 2016, que ganhámos. Ganhaste tudo pelos clubes onde estiveste, inspiraste milhões de miúdos e graúdos (onde me incluo) por esse mundo fora.

Obrigada pelo exemplo do que é ser um verdadeiro atleta

Comprometido com a forma física, a saúde, a performance e os resultados. Pelo exemplo que deste aos teus companheiros de equipa e às novas gerações: esforço, trabalho, dedicação, querer sempre ser melhor é a receita de um campeão. Nunca achar que é o suficiente, que já chega. É ir até ao fim.

Obrigada pelo teu humanismo, que é conhecido de todos.

Por pores sorrisos na cara de milhões de portugueses, tão habituados a sofrer que parecem não conhecer outra realidade. Tu deste-nos a conhecer uma realidade de possibilidade, e isso é impagável: fazeres-nos acreditar que podemos sonhar.

Obrigada pela tua lusitanidade, Cristiano.

Por seres nosso e nunca te esqueceres disso. Mesmo quando o teu próprio país, aquele cuja bandeira defendeste com galhardia, coragem, competência e amor, te destrata. Exija um comportamento de um Deus, sem emoções, caráter, ego, esquecendo-se de que és só um homem.

Um herói, mas não um Deus.

Nunca, jamais traíste o teu país ou os teus valores. Não sei quantas mais pessoas poderão dizer o mesmo, aos 37 anos.

Escrevi dos textos mais inspiradores ao longo dos teus anos de futebol e dos meus de blogs. Um deles bateu todos os records de visualizações da blogosfera portuguesa até então. Sendo o mais visto de sempre durante meses.

Obrigada por isso, a inspiração, o exemplo, o caráter, a dedicação, a determinação, as alegrias, os shows de bola, o teu sorriso, as tuas lágrimas, todo o teu corpo e mente dedicados ao futebol e a defender as cores de Portugal, no desporto rei.

Obrigada.

Acaba uma era e começa outra, cheia de miúdos giros e talentosos.

Sabemos que não chega. O Cristiano havia de dar aulas sobre força mental, emocional, aos jovens futebolistas.

Your love makes me strong, your hate makes me unstoppable.

E que seja incrível, o resto da tua vida.

Podias dedicá-la a ajudar pessoas a concretizar sonhos. Crianças e jovens, talvez…

You Might Also Like

error: Content is protected !!