Uncategorized

Obsessão

08/11/2013

Os filhos mentem aos pais pela mesma razão que estes o fazem. Os homens mentem às mulheres, e vice versa, pelo mesmo motivo. Os irmãos idem e os amigos também. Para os pouparem de uma desilusão maior. Longe de ser um gesto altruísta, não passa de um medo terrível de que se descubra que afinal não somos quem achamos que somos, muito menos somos o que se espera de nós, o que quisemos ser e não conseguimos, o que não queremos ser e somos. É muito mais fácil, menos cansativo, dá muito menos trabalho, ser-se o que se é. Procurar a perfeição aos olhos do outro dá uma trabalheira monstra e guess what, não existe. Nem corpo, nem atitude, nem postura, nem caráter, não existe. E, parecendo que não, é um alívio enorme.

[Enquanto limpamos os cantos à casa e despejamos a outra, hoje e só por hoje, republicamos aqui uns posts antigos (4). Repararam no tom? É o da arrogância da jumentude, deus nos defenda…]

You Might Also Like

error: Content is protected !!